UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO

Em posse, reitor cobra ajuda de Paulo Câmara para a UPE

Paulo afirmou que o governo estuda projetos para intervenções estruturais na universidade

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 11/01/2019 às 11:50
Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem
Paulo afirmou que o governo estuda projetos para intervenções estruturais na universidade - FOTO: Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem
Leitura:

Na manhã desta sexta-feira (11), o governador Paulo Câmara (PSB) reconduziu o professor Pedro Falcão ao cargo de reitor da Universidade de Pernambuco (UPE). Durante a cerimônia de posse, que ocorreu no auditório da Faculdade de Administração de Pernambuco (FCAP), no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife, o reitor cobrou do governador ajuda financeira e acadêmica para a UPE.

"Eu sei que há crise no País e no Estado, mas eu sei que o governador e as pessoas aqui presentes irão nos ajudar. Nós precisamos de livros, renovar os livros, precisamos de novos concursos, precisamos valorizar os nossos professores. Por isso estou aqui pra pedir sua ajuda, senhor governador", falou o reitor Pedro Falcão.

Na solenidade, que contou também com a presença da vice-governadora, Luciana Santos (PCdoB), de autoridades do Estado, pró-reitores, empresários e estudantes da universidade, Falcão afirmou que apesar da crise conseguiu cumprir mais de 70% das propostas apresentadas na campanha para o primeiro mandato. "Mesmo com a crise nós conseguimos cumprir 74% das nossas propostas de trabalho apresentadas durante a campanha", afirmou.

Em seu discurso, o governador Paulo Câmara falou dos avanços de sua gestão para UPE, como a criação de novos campi no interior do Estado. "Em quatro anos saímos de três doutorados na UPE e dobramos para seis. Além a ampliação de cursos, como o de Medicina e Direito. Mesmo com a crise, nós também criamos novos campi no interior", afirmou o governador.

Câmara também afirmou que há projetos para intervenções estruturais na universidade e disse ainda que o governo manterá o ensino superior como prioridade. "Existe planos de realizar intervenções estruturais nos campi da UPE na Região Metropolitana do Recife. Nós faremos isso de forma integrada e com transparência. Vamos manter os valores de priorizar o ensino superior, os valores de garantir aos estudantes condições de aprender; aos professores, condições de ensinar, com infraestrutura adequada. Além dos equipamentos que sejam necessários para que toda universidade esteja cada vez mais melhor estruturada", disse Paulo Câmara.

Parcerias com governo Bolsonaro

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Aluísio Lessa (PSB), afirmou que irá buscar junto ao Governo Federal, comandado por Jair Bolsonaro (PSL),  recursos para projetos da secretaria, à qual está liga a UPE. "Nós vamos brigar por recursos que não estão apenas no Governo de Pernambuco. Tem orçamento a espera de dois projetos em Brasília", disse Lessa. "O ministro Marcos Pontes já está esperando projetos dos Estados e Municípios para parcerias", continuou o secretário.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias