Tragédia

Dor e comoção marcam enterro de irmãos soterrados em Camaragibe

Sepultamento ocorreu em cemitério de Camaragibe. Parentes, amigos e professores fizeram despedida marcada por recordações, emoção e desejo de justiça

Da Editoria de Cidades
Da Editoria de Cidades
Publicado em 16/06/2019 às 20:04
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Sepultamento ocorreu em cemitério de Camaragibe. Parentes, amigos e professores fizeram despedida marcada por recordações, emoção e desejo de justiça - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Sob muita dor e comoção no início da noite deste domingo (16), foram enterradas as duas últimas vítimas fatais do deslizamento de barreira em Camaragibe, no Grande Recife, devido às fortes chuvas que tomaram conta da região na quinta-feira (13). Os corpos de Ítalo Wengel de Souza, 13 anos, e de Lucas Ricardo da Silva, 6, foram sepultados no cemitério municipal de Camaragibe. O corpo da criança foi localizado na noite do sábado (15); o do adolescente, na madrugada deste domingo. Eles eram irmãos e filhos de Edilene da Conceição, 30 anos, que também morreu após o deslizamento no bairro dos Estados.

Durante o velório, iniciado às 16h no cemitério da cidade, parentes, amigos e professores de Ítalo e Lucas fizeram uma despedida marcada por recordações, emoção e desejo de justiça. “Eu gostaria muito que houvesse um culpado (pela tragédia). Ficou uma das irmãs de Ítalo, de 12 anos, que mora em São Paulo e veio para o velório com o pai, meu filho. Ela ainda é uma criança, mas sei que depois ela vai sentir (a perda)”, contou, muito emocionada, a avó do adolescente, a dona de casa Maria José Santana de Souza, 44, que mora no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife.

Com a queda da barreira, também morreram outros três filhos de Edilene: Cauã Ricardo da Silva, 8, Bianca Maria Conceição de Albuquerque, 3 anos, e Beatriz Maria Conceição de Albuquerque, aos 11 meses de vida. Os corpos de Edilene e dos filhos foram encontrados na sexta-feira (14). A tragédia ainda tirou a vida de Edvaldo Ferreira da Silva Filho, 23, que morreu soterrado e teve o corpo encontrado na quinta-feira, quando a esposa, Larissa Ribeiro, 20, foi resgatada com vida. Ela passou por cirurgias no fêmur e no quadril no Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. O comandante do Corpo de Bombeiros, o coronel Manoel Cunha, classificou o caso dela como um milagre. “Ela foi salva por Deus. Em caso de desabamentos, ficam algumas bolsas de ar, que ajudam a pessoa a respirar. Mas, em casos de deslizamento, com barro, não há bolsas de ar. Ela ficou em uma brecha entre uma geladeira e uma parede”, disse.

Área de risco

A família morava na casa há pouco mais de um mês. Segundo informações de pessoas ligadas às vítimas, eles se mudaram para a residência porque não tinham condições de pagar o aluguel da casa onde moravam antes, em uma zona fora de risco de deslizamento. Agora que todas as vítimas já foram retiradas do local do deslizamento, a Prefeitura de Camaragibe informou que as equipes retiram os entulhos que caíram no local e vão demolir o que restou das casas atingidas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias