SÃO PAULO

Jovem vítima de acidente em kart deixa CTI de hospital

Débora Dantas de Oliveira saiu do Centro de Terapia Intensiva nesta terça-feira (3)

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 03/09/2019 às 15:40
Notícia
Foto: Reprodução/ Instagram Débora Dantas
Débora Dantas de Oliveira saiu do Centro de Terapia Intensiva nesta terça-feira (3) - FOTO: Foto: Reprodução/ Instagram Débora Dantas
Leitura:

A jovem Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, deixou o Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Especializado de Ribeirão Preto, no estado de São Paulo, nesta terça-feira (3). Segundo o último boletim médico divulgado, Débora "está no quarto em bom estado clínico, dentro da evolução esperada".

Nessa segunda-feira (2), a jovem foi submetida a um enxerto de pele no couro cabeludo.

Cirurgia

Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, foi vítima de escalpelamento em pista de kart na Zona Sul do Recife no dia 11 de agosto. A jovem foi transferida do Hospital da Restauração, área central do Recife, para o Hospital Especializado de Ribeirão Preto, no estado de São Paulo. Ela passou por retalho micro cirúrgico para cobertura da calota craniana no dia 24 de agosto. A cirurgia durou dez horas.

Relembre o caso

Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, teve o couro cabeludo arrancado em uma pista de kart na Zona Sul do Recife no dia 11 de agosto. A vítima foi socorrida para o Hospital da Restauração, área central do Recife, e passou por cirurgia para reimplantação do tecido no dia 12. No entanto, o corpo da jovem rejeitou e ela precisou ser transferida para o Hospital Especializado de Ribeirão Preto, no estado de São Paulo.

No dia 22 de agosto, Débora foi submetida a uma cirurgia de reconstrução das pálpebras superiores. Segundo o boletim médico divulgado no dia do procedimento, foi feita a "preparação da área remanescente para reconstrução definitiva".

Vaquinha

Com o intuito de cooperar no custeamento da recuperação física, mental e social de Débora, a comunidade do Desafio Pernambucano de Kart indoor (DPKin) criou uma vaquinha virtual para a jovem. O espírito solidário já atingiu 81 pessoas até o meio-dia desta quarta-feira (21) que, juntas, ofertaram cerca de oito mil reais.

O recifense Aureliano Correia Faria Neto, de 40 anos, é o integrante da comissão organizadora da DPKin e conta que o grupo se sensibilizou ao ouvir sobre a história da jovem e decidiu ajudá-la. ‘Nossa intenção é de reunir o dinheiro para que ela possa se sustentar financeiramente até voltar a exercer as atividades rotineiras', disse Neto.

De acordo com o membro, o combinado com a família de Débora é de que quando a vaquinha for encerrada e atingir o objetivo de 50 mil reais arrecadados, o valor será entregue diretamente para a conta da vítima. ‘O valor não será direcionado para o tratamento, porque sabemos que as empresas responsáveis estão custeando, mas sim para sua recuperação dela', completou o competidor.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias