PM FERIDO

Morre sargento baleado em troca de tiros com bandidos em Santa Cruz

Após insuficiência respiratória, Moacir não obteve resposta às manobras de reanimação da equipe médica

JC Online JC Online
JC Online
JC Online
Publicado em 19/07/2019 às 12:05
Foto: Reprodução
Após insuficiência respiratória, Moacir não obteve resposta às manobras de reanimação da equipe médica - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Atualizada às 17h41

Moacir Moreira da Silva, de 47 anos, morreu na manhã desta sexta-feira (19) em decorrência de insuficiência respiratória grave, de acordo com o Hospital Regional do Agreste (HRA). O sargento foi baleado no dia 1º de julho, durante perseguição e troca de tiros com bandidos e se encontrava sedado e intubado desde então.

Após insuficiência, o policial evoluiu para uma parada cardiorrespiratória e não obteve resposta às manobras de reanimação da equipe médica.

Nota de pesar

A Polícia Militar de Pernambuco divulgou uma nota de pesar após a morte do sargento. Segundo a PMPE, Moacir foi um ''guerreiro incansável na batalha diária em defesa da sociedade em seus mais de 24 anos na Corporação".

O velório acontecerá a partir das 16h deste sábado (20) na Escola de Referência EMAG, em Palmares, Zona da Mata Sul de Pernambuco. A despedida do sargento acontecerá no Cemitério Parque das Palmeiras, no mesmo município.

Leia a íntegra da nota

"A Polícia Militar de Pernambuco e todos os seus integrantes lamentam profundamente a perda do sargento Moacir Moreira da Silva, aos 48 anos. Guerreiro incansável na batalha diária em defesa da sociedade em seus mais de 24 anos na Corporação, ele lutou da mesma forma pela própria vida desde o dia 1° de julho, quando foi vítima de emboscada realizada por uma quadrilha que acabara de assaltar uma lotérica, em Santa Cruz do Capibaribe. No atentado, também morreu na hora o soldado André Silva, seu patrulheiro.

Policial dedicado e amigo de todos pelos quartéis onde passou, o sargento Moacir deixa como legado o exemplo de profissional dedicado, que não exitou ao enfrentar algozes com a bravura de quem sempre colocou a própria vida a serviço do combate à criminalidade, visando a paz social.

O velório será na Escola de Referência EMAG e seu sepultamento acontece neste sábado (20/07), às 16h, no Cemitério Parque das Palmeiras, onde o sargento Moacir receberá as honras fúnebres militares. Ele deixa esposa e dois filhos."

Relembre o caso 

Um policial morreu e outro ficou ferido após uma perseguição com troca de tiros, na manhã da última segunda-feira (1º), em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. De acordo com informações da Polícia Militar, os policiais do 24º Batalhão da PM (responsável pela área) faziam ronda de rotina no local, quando houve o assalto a uma casa lotérica. 

Os agentes entraram em combate com os assaltantes. Durante a troca de tiros, o soldado André Silva morreu e o sargento Moacir ficou ferido. 

Oito suspeitos foram mortos 

Oito suspeitos de envolvimento na morte do um policial militar André Silva em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, na última segunda-feira (1º), foram mortos durante confronto com a Polícia Militar (PM) entre Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio, na Paraíba, na manhã dessa terça-feira (2). 

De acordo com pronunciamento da PM em coletiva de imprensa, os seis homens e duas mulheres foram baleados após reação e disparos da quadrilha diante a voz de prisão. Os suspeitos que foram mortos eram: José Adson de Lima, líder do grupo, Reniere Alves de Souza, de 22 anos, Wedis Souza Vieira, de 22 anos, Andson Berigue de Lima, vereador de Betânia, no Sertão de Pernambuco, de 29 anos, Marcela Virgínia Silva do Nascimento, de 32 anos, José Pedro Agostinho da Silva, de 30 anos, Manoel José de Lima, de 37 anos e um menor de 17 anos. 

Especialistas em assalto a banco 

A polícia acredita que o grupo executado é uma quadrilha interestadual especializada em assalto a bancos. Em nota, a SDS afirmou que os policiais tentaram a rendição do grupo criminoso, mas não houve sucesso, e que os feridos foram levados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiram.

Últimas notícias