Polêmica

Ministério da Educação divulga nota sobre Kleber Mendonça

Presidente da Fundação Joaquim Nabuco, órgão do Ministério da Educação e Cultura, definirá cargos

JC Online
JC Online
Publicado em 19/05/2016 às 20:29
AFP
Presidente da Fundação Joaquim Nabuco, órgão do Ministério da Educação e Cultura, definirá cargos - FOTO: AFP
Leitura:

O Ministério da Educação e Cultura divulgou na noite desta quinta-feira uma nota ofical se posicionando sobre uma suposta análise da situação funcional do cineasta Kleber Mendonça Filho, coordenador de Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), que participou de um protesto coletivo com a equipe do filme Aquarius, durante a sua exibição no 69º Festival de Cinema de Cannes na França.

Por telefone, o ministro da Educação e Cultura, o pernambucano Mendonça Filho, já havia externado, pela manhã em entrevista ao Jornal do Commercio, opinião semelhante ao conteúdo da nota, afirmando que respeitava a manifestação do cineasta como cidadão, reconhecendo ainda seu valor para o cinema do de Pernambuco.

O boato teve grande repercussão nas redes sociais e entre artistas e produtores de cinema.

Eis a íntegrado comunicado oficial:

Nota oficial

Presidente da Fundação Joaquim Nabuco definirá cargos

Brasília, 19/05/2016 –Diante das versões equívocas que circulam nas redes sociais e em alguns veículos de comunicação com relação ao cargo do cineasta pernambucano, Kleber Mendonça Filho, na Fundação Joaquim Nabuco, o Ministério da Educação e Cultura esclarece:

1 – O Ministério da Educação de Cultura reafirma o respeito ao direito de expressão de todo e qualquer cidadão brasileiro, uma vez que vivemos em plena democracia. A manifestação do cineasta Kleber Mendonça Filho durante o festival de Cannes contra a vinculação do Ministério da Cultura ao Ministério da Educação é democrática e deve ser respeitada.

2 – O Ministério da Educação e Cultura destaca que a orientação do ministro Mendonça Filho para a formação da equipe é o recrutamento dos melhores quadros técnicos e profissionais nas áreas de educação e cultura. Entende que educação e cultura não têm partido nem ideologia e essas áreas devem ser conduzidas com políticas públicas que tenham como objetivo final o atendimento ao cidadão;

 3 – O Ministério da Educação não definiu o nome do novo presidente da Fundação Joaquim Nabuco, a quem caberá a tarefa de conduzir a instituição com os melhores quadros profissionais e técnicos. Portanto, essa discussão sobre cargos na Fundação Joaquim Nabuco não está em pauta no Ministério. O assunto será definido pelo novo presidente da Fundação.

4 – Por fim, reconhece a importância e a dimensão do cinema pernambucano e nacional para a cultura do Brasil, assim como o talento do cineasta Kleber Mendonça Filho.

 Assessoria de Comunicação Social

Últimas notícias