REPERCUSSÃO

Anna Muylaert critica vaia do público de Brasilia a Claudio Assis

A diretora de Que Horas Ela Volta?, que teve debate no Recife interrompido pelo diretor, discordou da reação dos presentes no Festival de Cinema de Brasília

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 21/09/2015 às 11:57
Ernesto Barros/Especial para a JCImagem
A diretora de Que Horas Ela Volta?, que teve debate no Recife interrompido pelo diretor, discordou da reação dos presentes no Festival de Cinema de Brasília - FOTO: Ernesto Barros/Especial para a JCImagem
Leitura:

Em sua página no Facebook, a diretora Anna Muylaert se disse contrária às vaias do público ao cineasta Cláudio Assis no Festival de Cinema de Brasília. Ao apresentar o seu filme Big Jato no evento, no último sábado (19), Claudio foi vaiado pelos presentes, que repercutiam a confusão que ele causou em um debate no Cinema do Museu, no Recife, quando, junto com Lirio Ferreira, impediu várias que Anna falasse sobre o filme Que Horas Ela Volta? e xingou pessoas do elenco.

No texto, Anna se posiciona. “Creio que após o incidente do debate do Que Horas Ela Volta? no Recife os dois cineastas Cláudio Assis e Lirio Ferreira já foram devidamente punidos e provavelmente irão pensar duas vezes antes de atrapalhar qualquer debate daqui para frente”, afirmou. “Continuar os punindo não faz sentido para mim. Até quando? Espero que todos os interessados naquele debate e em todos os outros debates que dali nasceram levem a discussão para um nivel cada vez mais alto e menos pessoal. Da minha parte, quero dizer que sou contra ataques pessoais a Claudio Assis no momento em que está apresentando sua obra. Não vamos fazer com os outros aquilo que não gostamos que façam com a gente!”.

Em Brasilia, Cláudio Assis foi vaiado quanto tentou falar sobre a obra - o público também o chamou de machista. O restante do elenco, também presente, não foi impedido de falra sobre o assunto. Ao final da sessão de Big Jato, o público mais aplaudiu do que vaiou a obra.

 

A quem interessar possa,Creio que apos o incidente do debate do Que horas ela volta? no Recife os dois cineastas ...

Posted by Anna Muylaert on Domingo, 20 de setembro de 2015

 

A postagem de Anna Muylaert repercutiu e voltou a acender o debate. Enquanto Fátima Lacerda acredita que atitudes como a de Claudio e Lirio “devem ser punidas e isso inclui a obra porque senão a punição é como uma peneira”, ela reconhece que Anna teve uma atitude “nobre”, “mas ao meu ver, não ajudara a ter o efeito que deveria.” 

A atriz Leticia Sabatella também entrou no debate: “Abaixo a ‘bode-expiatoragem’! O machismo deve ser extinto, não os homens. Este episódio com a Anna, revela! Estejamos atentos, iluminando nossas arraigadas sombras a esse respeito”, comentou. “Anna disse perfeito: ‘elevar o nível’”.

A cantora Olivia Byington também saiu em apoio a Anna Muylaert: “Você não foi a primeira vítima. Quem semeia vento colhe tempestade”, escreveu. Mas partiu para um aconselhamento provocativo aos dois cineastas: “Não será a hora dos dois encararem o AA? O Brasil ia agradecer. Entendo o desespero do Lírio que é um cara tão sofrido, e a agressividade do Claudio. Mas é como se eles andassem armados por aí. São violentos e bebem demais, demais, demais. Afinal a gente não quer discurso de ódio não?”

O jornalista Carlos Alberto Mattos apoiou a cineasta. “Sua postura, Anna, é politicamente correta, mas a reação do público em Brasília foi justa e esperada. Agora sim, podemos seguir em frente”. A diretora assinou embaixo: “ok Carlos Alberto, acho que ontem (sábado) ainda valeu até como uma ‘anetoda histórica’ mas definitivamente espero que tenha acabado ali, né?”

Últimas notícias