Expectativa

Pré-estreia de 'Bacurau' gera grande fila no Cinema São Luiz

Vendas começaram às 11h desta terça-feira (13); Primeira pessoa chegou por volta das 6h

JC Online
JC Online
Publicado em 13/08/2019 às 11:20
Brenda Alcântara/ JC Imagem
FOTO: Brenda Alcântara/ JC Imagem
Leitura:

Desde às 11h desta terça-feira (13), na bilheteria do Cinema São Luiz, podem ser comprados os ingressos para as duas sessões de pré-estreia do filme Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. A exibição no Recife, em dois horários, acontecerá no próximo dia 24 (sábado), às 19h30 e 23h. Foi liberada a aquisição de dois ingressos (R$ 10 inteira e R$ 5 meia) por comprador e a sala tem capacidade para 800 pessoas.

A informação é de que o público começou a chegar no São Luiz já por volta das 6h da manhã. Tainá e Maria Clara, que chegaram às 10h10, foram algumas das dezenas de pessoas que ocuparam a fila que vira quarteirão no Cinema. "Eu já acompanho um pouco trabalho do Kleber, já vi alguns filmes dele, e venho acompanhando o processo das gravações desse longa nas redes sociais. E eu estava superansiosa para saber o resultado. E como hoje é dia de protesto, então o dia vai ser basicamente todo na rua. Por isso viemos mais cedo para comprar o ingresso e bater perna até a hora de ir à manifestação", disse Tainá, que é estudante de artes visuais, tem 22 anos, e espera ainda pegar as entradas para a primeira sessão.

Os estudantes Lucas Oliveira, 26 anos, e Ícaro Aguiar, 24, também estavam ansiosos para a estreia de Bacurau e aguardavam a sua vez na fila do São Luiz. "Nós gostamos de cinema e acompanhamos o trabalho de Kleber Mendonça. Eu tive a oportunidade de prestigiar a estreia de Aquarius, e foi algo muito especial. A equipe toda estava lá, teve discursos... A própria vibe da sessão era bem diferente. Como eu passei por uma experiência muito boa nessa estreia, achei que valia a pena estar aqui de novo", afirmou Ícaro.

EXPECTATIVA

Bacurau faz sua primeira apresentação no Brasil na próxima sexta-feira (16), na abertura do Festival de Gramado (RS), mas só entra em circuito nacionalmente no dia 29/08. Até lá, Kleber Mendonça Filho explica que programou uma série de sessões fechadas para a imprensa e profissionais ligados ao setor do audiovisual, além de pré-estreias em cidades consideradas estratégicas. Rio de Janeiro, São Paulo, João Pessoa, Barra (no Sertão potiguar do Seridó, núcleo principal das filmagens), Recife, Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília, Teresina e Salvador estão neste circuito privilegiado.

“É uma maneira de apresentar antecipadamente o filme a quem mais está querendo vê-lo e também uma forma de alimentar multiplicadores de atenção. Boa parte do elenco, por exemplo, é composta por atores paraibanos e João Pessoa dispõe de uma sala de exibição muito boa, com 400 lugares; Em Teresina existe um notável trabalho de formação de público; o Sertão do Seridó foi onde tudo aconteceu e, no Recife, temos a sorte de possuir um cinema como o São Luiz, além, claro, de ser a minha cidade”, esclarece Kleber Mendonça Filho.

Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem
Brenda Alcântara/ JC Imagem
- Brenda Alcântara/ JC Imagem

Últimas notícias