'SAQUE CERTO'

Saques de R$ 500 do FGTS poderão ser feitos a partir de setembro

Anúncio foi feito nesta quarta-feira (24)

JC Online
JC Online
Publicado em 24/07/2019 às 17:30
Notícia
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Anúncio foi feito nesta quarta-feira (24) - FOTO: Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Leitura:

Atualizada às 17h45

A partir de setembro, os saques de R$ 500 nas contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão ser feitos. O anúncio foi feito pelo governo na tarde desta quarta-feira (24). Aproximadamente 80% das contas do FGTS têm saldo de até R$ 500.

Se o cotista possuir mais de uma conta no fundo, o saque total poderá ultrapassar os R$ 500 estabelecidos. Os saques inferiores a R$ 100 poderão ser realizados em lotéricas. O secretário Adolfo Sachsida, do Ministério da Economia, informou que 81% das contas do FGTS têm de R$ 500.

"O que estamos fazendo com o FGTS é para sempre, um salário extra pelo resto da vida", declarou o ministro da Economia, Paulo Guedes, durante a cerimônia de lançamento do programa Saque Certo. "O programa Saque Certo devolve ao trabalhador o dinheiro de sacar dinheiro do FGTS", disse o presidente Jair Bolsonaro.

Os saques terão início em setembro e seguem até março de 2020, com prioridade para idosos. Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, quem estiver devendo ao banco poderão ter as dívidas quitadas automaticamente com o saque do FGTS. Guimarães afirmou ainda que a liberação dos R$ 30 bilhões terá 'efeito mínimo' para a Caixa.

De acordo com o Governo Federal, a expectativa é injetar R$ 30 bilhões na economia, sendo R$ 28 bilhões oriundos do FGTS e R$ 2 bilhões do PIS/Pasep, neste ano. Para 2020, a estimativa é de mais R$ 12 bilhões.

PIB

A projeção da equipe econômica é o aumento de 0,35 ponto percentual no Produto Interno Bruto (PIB).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias