violência

Após torcedor ser baleado, SDS garante que cumpriu procedimentos adequados

Secretaria enviou nota oficial dizendo que adotou todas as normas de segurança recomendadas para eventos esportivos

Rafael Carvalheira
Rafael Carvalheira
Publicado em 17/02/2013 às 21:29
Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Secretaria enviou nota oficial dizendo que adotou todas as normas de segurança recomendadas para eventos esportivos - FOTO: Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Leitura:

 

Um dia depois de um torcedor do Náutico ser baleado na cabeça pelo segurança de uma empresa de ônibus, na frente do Estádio dos Aflitos, Zona Norte do Recife, minutos antes do jogo Náutico x Central, a Secretaria estadual de Defesa Social garante que cumpriu as normas recomendadas de segurança para eventos esportivos. 

Explica, ainda, que adotou o procedimento padrão após o ocorrido, acionando socorro e iniciando rapidamente a procura pelo suspeito. A investigação está sob o comando do chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Osvaldo Moraes:

Leia abaixo a nota na íntegra:

"Com relação ao incidente com vítima registrado na saída do jogo do Náutico, nos Aflitos, a Secretaria de  Defesa Social informa que utilizou esquema de segurança padrão para eventos esporitos, o qual tem sido suficiente para garantir a segurança do publico e da sociedade.

Esclarece, ainda, que no momento da ocorrência de que foi vitima LUCAS DE FREITAS LYRA, 19 anos, que estava no interior de um  ônibus que fazia a linha Guabiraba/Derby, foram tomadas de imediato providências para que fosse prestado socorro, sendo o mesmo levado por policiais militares para o Hospital Agamenon Magalhães, e transferido posteriormente para o Hospital da Restauração, onde uma equipe médica de plantão já o aguardava.

No momento da ocorrência foram acionadas várias viaturas que estavam fazendo policiamento no local, visando a captura do infrator. Também foi acionada a Força Tarefa de Homicídios e da Divisão Especial na Apuração de Homicídios, sob a coordenação do delegado Iam Campos.

De acordo com o delegado, após verificar as imagens fornecidas pelo CIODS, nas proximidades da avenida havia homens de jaquetas pretas com coletes a prova de bala, dentro do ônibus e nas imediações da Avenida, e em uma moto e em um veiculo.

Por fim, a Polícia Civil de Pernambuco informa que já foi identificado o autor do fato delituoso (segundo Osvaldo Moraes, na verdade foi identificado apenas que o tiro saiu realmente da arma de um dos seguranças contratados pela empresa de ônibus. Mas ainda não se sabe a identidade do autor do disparo), estando em encaminhamento a completa elucidação do fato para a devida responsabilização dos culpados"

O CASO - Minutos antes do jogo Náutico x Central, nos Aflitos, na noite do último sábado (16), torcedores com camisa da Torcida Jovem do Sport que estavam em um ônibus da linha Vasco da Gama/Derby, da empresa Globo, passaram em frente aos Aflitos, na Avenida Rosa e Silva, onde estavam integrantes da Fanáutico. Houve provocações e arremesso de pedras contra o veículo.

A partir daí, um grupo de seguranças contratado pela empresa para fazer a escolta do ônibus entrou em confronto com os integrantes da Fanáutico. Um deles, trajando uma camisa preta com o nome apoio, sacou uma arma e iniciou disparos. Um tiro atingiu a cabeça de Lucas de Freitas Lyra, de 19 anos.

Ele foi encaminhado ao Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife, e passou por uma cirurgia para a retirada da bala. Permanece em observação na UTI do hospital, em coma induzido.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias