Bruno

Goleiro Bruno assina contrato com time amador de Minas Gerais

Sem chances em clubes profissionais, goleiro assinou contrato com o Registanea Esporte Clube

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 05/02/2020 às 18:17
Notícia
Divulgação/Registanea
Sem chances em clubes profissionais, goleiro assinou contrato com o Registanea Esporte Clube - FOTO: Divulgação/Registanea
Leitura:

Depois de falar pela primeira vez sobre o assassinato da ex- namorada Eliza Samúdio, quase dez anos após o caso, o goleiro Bruno assinou contrato com o Registanea Esporte Clube, time amador de Minas Gerais. Com dificuldades para acertar com um clube profissional do futebol brasileiro, o ex-camisa 1 do Flamengo está de volta ao futebol. O Registanea disputa campeonatos amadores em Varginha-MG e no sul do estado.

O contratação oficial do goleiro foi anunciada na página do Registanea no facebook, quando Bruno aparece em fotos com a camisa do time e assinando o contrato. Na reportagem ao programa Domingo Espetacular, da Record TV, o goleiro defendeu o direito de voltar a exercer a profissão. “Porque eu não posso voltar a fazer o que gosto? A ressocialização de um preso a sociedade também é responsável por ela. Do mesmo jeito que cobram que o ex-detento volte a trabalhar, tem que dar oportunidade”, disse.

Atualmente com 35 anos, Bruno está sem clube desde outubro do ano passado, quando rescindiu com o Poços de Calda, também de Minas Gerais, após dois meses e apenas 45 minutos jogados. O goleiro chegou a negociar com Operário-MT, adversário do Santa Cruz na Copa do Brasil, além do Fluminense de Feira-BA, mas a reação negativa da torcida e de patrocinadores dos clubes inviabilizaram o possível acerto.

CASO BRUNO

Preso em setembro de 2010 e condenado em março de 2013 pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, o goleiro Bruno foi sentenciado a 20 anos e 9 meses de prisão. Em julho do ano passado, conseguiu o direito à progressão ao regime semiaberto. De acordo com o novo regime, Bruno tem que se recolher em domicílio a partir das 20h até às 6h da manhã seguinte, bem como domingos e feriados.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias