Maylson

Preparador físico do Náutico freia retorno de Maylson: "Precoce"

Meio-campista não joga desde o primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, há quase três meses

Fernando Castro Fernando Castro
Fernando Castro
Fernando Castro
Publicado em 10/07/2019 às 17:18
Reprodução/Instagram
Meio-campista não joga desde o primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, há quase três meses - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Sem jogar pelo Náutico desde a primeira partida da final do Campeonato Pernambucano, há quase três meses, por conta de uma lesão na panturrilha direita, o meio-campista Maylson segue sem previsão de volta. O jogador iniciou a transição física na semana passada, mas de acordo com o preparador físico do clube, Walter Grassmann, ainda é cedo para ele voltar a trabalhar com bola.

"Acho precoce ainda. A lesão do Maylson foi muito desagradável, foi no grau um pouco maior, lesão de panturrilha sempre é mais perigosa, você não consegue isolar a panturrilha de qualquer tipo de atividade. Ele foi muito bem tratado pelo departamento médico e fisioterápico do Náutico, já começou a fazer a transição física comigo, viemos para o Maranhão e ele ficou com toda a preparação no CT do Náutico", explicou Grassmann.

Maylson ainda não foi inscrito na Série C, a diretoria do Náutico espera que o jogador se recupere e esteja apto a jogar até a data limite de inscrição de atletas na competição, no dia 2 de agosto. Carente de um jogador criativo no meio-campo, o time alvirrubro praticamente não contou com um meia na temporada. Nas vezes em que entrou em campo no ano, Maylson conseguiu dar uma dinâmica maior ao time, mas não teve regularidade.

Confira a entrevista completa do preparador físico Walter Grassmann à Rádio Jornal:

CUIDADO EXTRA

Devido ao grande tempo de inatividade e ao histórico de lesão na carreira do jogador, o preparador físico alvirrubro revelou que é preciso tomar um cuidado extra com Maylson. Nesta temporada, o volante não foi titular do Náutico em nenhum jogo. Saindo do banco de reservas, atuou em 13 das 38 partidas do Náutico e marcou dois gols. Esta é a terceira temporada do jogador vestindo a camisa alvirrubra. 

"É evidente que temos que tomar um pouco de cuidado com o Maylson pelo período que ficou sem jogar, perde todo o trabalho de força. Ele já iniciou esse trabalho conosco, já tem um ganho muito grande. É um atleta muito diferenciado, com uma capacidade técnica muito grande, então quando colocarmos ele a disposição, ele tem que jogar pelo menos meio tempo, é um atleta que não pode jogar só 15 minutos e sair, pelo tempo de inatividade. Ainda não liberamos nem para os jogos-treinos, temos que ter cuidado, ele está evoluindo gradativamente", disse.

Últimas notícias