mercado da bola

Náutico divulga valores da negociação de Luiz Henrique para o futebol português

O presidente do Náutico, Edno Melo, contou que Luiz Henrique foi vendido por 250 mil euros e o clube alvirrubro permanece com 20% dos direitos econômicos do jogador

JC Online JC Online
JC Online
JC Online
Publicado em 11/07/2019 às 10:42
Alexandre Gondim/JC Imagem
O presidente do Náutico, Edno Melo, contou que Luiz Henrique foi vendido por 250 mil euros e o clube alvirrubro permanece com 20% dos direitos econômicos do jogador - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O presidente do Náutico Edno Melo confirmou os valores da venda do volante Luiz Henrique para o Moreirense, de Portugal, nesta quinta-feira. O clube alvirrubro receberá no total 250 mil euros ( R$ 1,1 milhão), continuando com 20% dos direitos econômicos do jogador. Esta é a primeira vez na gestão de Edno Melo que os valores de uma negociação são revelados integralmente.

De acordo com o mandatário, explicou que antes não era possível divulgar os valores por conta dos credores. Agora, porém, a situação do clube está mais estável, o que  torna possível fazer esse tipo de revelação. "Com a venda de Luiz Henrique, eu queria que eles (os torcedores) entendessem que no passado próximo não era revelado por causa de vários credores. Vendemos por 250 mil euros e ficamos com 20% dos direitos econômicos do jogador. Agora temos Luiz Henrique, um ativo nosso, na vitrine do futebol da Europa", argumento Edno, em entrevista à Rádio Jornal

PROJETO DE GESTÃO

O presidente alvirrubro ainda falou sobre o modelo de gestão implantando por ele. "O Náutico viabilizou a gestão de 2019 com atletas da casa, servindo em campo e com vendas trabalhadas. Não foi de qualquer jeito", garantiu Edno, que completou. "A gente implementou no Náutico um projeto de gestão. Um projeto global com responsabilidade financeira. A gente só está conseguindo fazer tudo, pagando em dia, negociando jogador, comprando, porque existe um planejamento no futebol, que passa pelo crivo da comissão técnica, além de uma análise se o Náutico vai ter condições de pagar os salários", finalizou. 

Últimas notícias