Alvirrubro

Diretoria do Náutico mira elenco mais encorpado para 2020

Com a disputa da Série B, o Timbu terá calendário com um número maior de jogos em relação a este ano

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 07/11/2019 às 7:57
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Náutico evitou marcar nova data de reapresentação do elenco - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

A montagem do elenco do Náutico tem começado a passos lentos, por enquanto. Com os principais campeonatos do país ainda em andamento, se torna mais difícil negociar com atletas e clubes, já que eles possuem as atenções voltadas para a competição que disputam. Até o momento, o Náutico só anunciou a contratação do atacante Salatiel Júnior, artilheiro da Série C, com oito gols, vestindo a camisa do Sampaio Corrêa. Porém, a intenção alvirrubra é de ter um elenco mais encorpado. Não só em quantidade, mas também em qualidade.

“A gente precisa ter um elenco mais forte, não só em relação a qualidade, mas em relação a número de atletas e peças de reposição. Na Série C, você tem um time e mexe pouco nele. Na Série B, você mexe muito. Às vezes um jogador machuca no sábado e depois já tem que jogo na terça. Então é preciso ter um nível de reposição mais alto. Precisamos qualificar, mas também quantificar”, analisou o vice-presidente de futebol do Alvirrubro, Diógenes Braga, em entrevista ao repórter Igor Moura, da Rádio Jornal.

O Timbu terminou a temporada tendo utilizado 36 jogadores diferentes na disputa dos 24 jogos da Terceira Divisão. Entre eles, alguns que já deixaram o clube ao serem negociados, como o goleiro Bruno, o zagueiro Suéliton e o volante Luiz Henrique. Agora, o Náutico terá um calendário mais cheio, que superará as 52 partidas realizadas neste ano com certa folga, pois terá, no nacional, uma maior carga: 38 confrontos. Isso sem contar as disputas do Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, que possuem uma quantidade variável de duelos. Contas que a direção tem feito e embasam o pensamento de maior número de atletas.

“A gente vai para uma temporada de 60,70 jogos. É muito pesado o ritmo de dois jogos por semana, do início ao fim, e a gente precisa de um elenco um pouco mais robusto neste ano. A Série C é mais curta e joga-se uma vez por semana. A gente fez 18 jogos na fase classificatória, mais seis jogos no mata-mata. Foram 24 jogos pela Série C, e na série B são 38, 14 jogos a mais”, concluiu o dirigente.

JOGADORES UTILIZADOS PELO NÁUTICO NA SÉRIE C

Goleiros: Bruno e Jefferson;

Laterais: André Krobel, Hereda, Wilian Simões, Erick Daltro e Assis;

Zagueiros: Camutanga, Diego Silva, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Suéliton;

Volantes: Josa, Jiménez, Jhonnatan, Luiz Henrique, Rhaldney e Wagninho;

Meias: Jean Carlos, Danilo Pires, Maylson, Lucas Paraíba, Nahuel Cisneros e Fábio Matos;

Atacantes: Jorge Henrique, Wallace Pernambucano, Rafael Oliveira, Thiago, Matheus Carvalho, Neto Pessoa, Álvaro, Jefferson Nem, Paulinho, Odilávio, Tarcísio Martins e Tharcysio.  

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias