jogos pan-americanos

Atletas pernambucanas somam duas medalhas nos Jogos Pan-Americanos

A pentatleta Priscila Oliveira e Renata Arruda, do handebol, conquistaram as primeiras medalhas dos Jogos Pan-Americanos para o Estado

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 01/08/2019 às 8:32
Notícia
Divulgação
A pentatleta Priscila Oliveira e Renata Arruda, do handebol, conquistaram as primeiras medalhas dos Jogos Pan-Americanos para o Estado - FOTO: Divulgação
Leitura:

Em nove dias de disputas do Pan de Lima, os atletas de Pernambuco conquistaram duas medalhas para o Estado. Priscila Oliveira foi responsável por garantir a primeira delas: o bronze no revezamento feminino do pentatlo moderno, no início da semana. O segundo triunfo foi o ouro da goleira da seleção feminina de handebol Renata Arruda. Ela reforçou a equipe nacional na campanha que culminou no hexacampeonato e na classificação do País para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Renata, inclusive, substituiu a veterana Babi no segundo tempo e ganhou destaque ao fazer grandes defesas. O treinador espanhol Jorge Duenãs contou sua perspectiva da conquista. “Esse título nos dá muita moral. Tínhamos a responsabilidade de chegar aqui como favoritos e trabalhar essa tensão é sempre complicado”, analisou o comandante da seleção.

Já Priscila representou o Brasil no revezamento feminino do pentatlo ao lado da paranaense Isabela Abreu. Juntas, elas conquistaram o terceiro melhor resultado entre as oito parcerias da disputa. A pentatleta local comemorou o feito. “Sensação maravilhosa, tem nem como explicar, foi ótimo. Está sendo muito especial. O que não consegui fazer no individual consegui no revezamento. O dia fluiu muito bem. Eu a Isabela, a gente sincronizou os resultados e foi perfeito”, celebrou.

EXPECTATIVAS

Outras duas atletas de Pernambuco estão preparadas para brilhar e ampliar o número de triunfos do Estado no Pan. Erika Sena competirá nos 20km da marcha atlética no próximo domingo com grandes chances de figurar no pódio. Natural de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR), Erica aporta em Lima com status de favorita. Na edição de Toronto-2015, ela conquistou a prata, o que configurou a primeira medalha na história da marcha atlética feminina para o País.

Quem também chegará em Lima é a nadadora Etiene Medeiros, que na semana passada conquistou o vice-campeonato mundial nos 50m costas. A pernambucana é a melhor representante da natação feminina do Brasil e encara como prioridade os 100m costas e 50m livre. Além das disputas individuais, Etiene integrará os revezamentos 4x100m livre, livre misto, medley e medley misto. 

No total, o Estado conta com seis atletas no Pan. Além das meninas, a lista tem Felipe Nascimento, do pentatlo moderno, que encerrou sua participação, e o maratonista Wellington Bezerra, que ficou na 11ª colocação dos 42km, com o tempo de 2h17min33.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias