Cobra Coral

Danny Morais comenta momento do Santa Cruz: ''Está se organizando''

O zagueiro Danny Morais renovou o contrato com o Santa Cruz até o fim da próxima temporada

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 02/11/2019 às 10:12
Notícia
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
O zagueiro Danny Morais é mais cético com a situação no Brasil. - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O zagueiro Danny Morais nunca escondeu a forte ligação com o Santa Cruz e a cidade do Recife. De férias na capital pernambucana e com contrato renovado, o jogador concedeu entrevista à Rádio Jornal e falou sobre vários assuntos ligados ao Tricolor do Arruda. Entre eles, o trabalho da direção, a contratação do executivo de futebol Nei Pandolfo e a aposta nas categorias de base no próximo ano.

CONFIRA

MOMENTO
Estou no Recife e tenho acompanhado o dia a dia do clube de perto. Acho que o Santa está se organizando, mostrando seriedade cada vez mais. Agora, claro, que quando a maré não está boa existem muitos problemas. Mas a direção está tentando resolver tudo para melhorar os resultados.

EXECUTIVO
A chegada do Nei (Pandolfo, executivo de futebol) com certeza vai ajudar a montar uma boa equipe e contratar o treinador correto para comandar o grupo até o fim da temporada.

AJUDA
Tenho conversado mais com o Tininho (presidente Constantino Júnior). O Nei (Pandolfo, executivo de futebol) sei que está viajando bastante. Eles estão trabalhando bastante e cumprindo as obrigações. Estou como um líder do grupo disposto a contribuir com o que for preciso.

ELENCO
Tem que ser um mistura de tudo um pouco. Jogadores jovens e experientes. A Série C não é uma competição técnica muitas vezes. Em certos momentos é mais entrega. O grupo tem que ter qualidade, mas precisa de muita disposição. O Náutico fez um trabalho muito bom nesses dois últimos anos e mereceu os resultados. Por mais que existiam os problemas, o Santa Cruz entra sempre como favorito. E em 2020, não será diferente.

RESULTADO
Mesmo se tivesse dado certo, seria preciso corrigir muitas coisas. Quando mais a gente ganha, mais tem que corrigir. Temos que acabar o ano melhor do que começamos. Essa é a sensação que eu tenho como jogador e vendo o clube nesse momento. Tudo tem que ser bem feito. O resultado, às vezes, pode demorar um pouco, é ruim para todp mundo, mas uma hora o clube vai se estabilizar. E precisa muito disso.

CONTRIBUIÇÃO
Sou um cara que não costumo atropelar as coisas e passar por cima de ninguém. Sou um atleta e estou à disposição de ajudar da melhor forma possível. Não é porque vai chegar o técnico e já foi contratado o executivo de futebol (Nei Pandolfo) que seria mais que alguém. Agora posso agregar com os jogadores que irão chegar, os mais jovens da base, mostrar como é a realidade do Santa Cruz.

BASE
Como jogador mais experiente, posso ajudar os garotos da base. O Santa Cruz é uma grande vitrine. Anderson (ex-goleiro) é um exemplo, chegou no Athletico-PR e na seleção brasileira olímpica. Desejei ficar no Santa Cruz para o próximo ano com o intuito de ajudar e agregar no que for possível.

RECIFE
Não tenho como separar a cidade do Recife da minha vida. Até porque tenho outros projetos com a minha família. Confio no planejado pelo Santa Cruz e quero voltar a sentir o gosto das conquistas com a camisa tricolor.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias