Rubro-negro

Sport: Luan fará cirurgia e não jogará mais neste ano

Atacante teve lesão detectada e ficará de fora por quatro a cinco meses para se recuperar

klisman
klisman
Publicado em 12/07/2019 às 19:01
Notícia
Foto: Anderson Stevens/Sport
Atacante teve lesão detectada e ficará de fora por quatro a cinco meses para se recuperar - FOTO: Foto: Anderson Stevens/Sport
Leitura:

O Sport anunciou no início da noite desta sexta-feira (12) que o atacante Luan precisará passar por uma cirurgia no tendão de Aquiles do pé direito e não atuará mais nesta temporada. Ele já vinha desfalcando a equipe desde o final do Campeonato Pernambucano. Seu último jogo foi contra o Náutico, na Ilha do Retiro, onde o Leão levantou a taça do Estadual. O clube, a princípio, optou por um tratamento conservador para recuperá-lo. Como não foi suficiente, ele será operado.

“Durante o Pernambucano, ele estava com dor e fizemos um exame de imagem e foi detectado uma lesão no tendão de aquiles, com comprometimento de 60% a 70% do diâmetro do tendão. Deixamos ele terminar o Campeonato Pernambucano para iniciar as opções de tratamento. Então conversamos com a comissão médica sobre as opções. Uma seria já para fazer a cirurgia. Em atleta, a lesão acima de 50% do tendão é cirurgia ou tentar uma tratamento conservador para esperar ele acabar a temporada para fazer a cirurgia no final do ano”, explicou o médico do Sport, Raul Lins. 

“Optamos pela segunda opção para ver se ele não perdia a temporada. Foi feito um tratamento para ver se regenerava. Regenerou um pouco, mas não o suficiente. Houve a tentativa de voltar, mas ele está se queixando de dor. Sempre que vai para um jogo, um coletivo, ele se queixa de dor. Então partimos para decisão de cirurgia. Há uns dois anos, no Palmeiras, ele teve uma lesão semelhante no lado oposto. A previsão de recuperação é de quatro e cinco meses. Portanto, ele está fora da temporada”, concluiu.

Luan atuou em apenas oito jogos do Sport no ano, todos sob o comando de Guto Ferreira, na campanha do título estadual. Ao todo, marcou três gols e foi peça importante do quarteto ofensivo formado ao lado de Guilherme, Ezequiel e Hernane. Agora, o Rubro-negro conta com sete jogadores disputando posição no seu ataque, e não se sabe ainda se a diretoria irá buscar mais algum reforço para a posição.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias