Chamas

Bombeiros lutam contra os incêndios na Austrália

Ao menos dez casas ficaram destruídas. Fogo começou na sexta-feira em Sampson Flat.

Da AFP
Da AFP
Publicado em 05/01/2015 às 11:40
Foto: AFP
Ao menos dez casas ficaram destruídas. Fogo começou na sexta-feira em Sampson Flat. - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

Os bombeiros lutavam nesta segunda-feira para controlar o violento incêndio que devasta uma zona do estado da Austrália do Sul, antes que as condições meteorológicas piorem, indicaram as autoridades.

Ao menos dez casas ficaram destruídas neste incêndio, que começou na sexta-feira em Sampson Flat, nos montes Lofty Ranges, uma cadeia montanhosa a leste de Adelaida.

Cerca de 13.000 hectares foram arrasados nesta zona, e muitas casas estão ameaçadas pelo fogo, segundo o corpo de bombeiros e as equipes de socorro do Estado.

As temperaturas caíram desde domingo e os ventos, fator determinante para agravar os incêndios, diminuíram, uma situação que deve permanecer até terça-feira. Depois, a partir de quarta-feira estão previstas temperaturas elevadas novamente, de 38º centígrados.

O primeiro-ministro da Austrália meridional, Jay Weatherhill, ressaltou que é preciso aproveitar esta trégua do clima para avançar na luta contra a tragédia. "Está longe de ter terminado", disse à Australian Broadcasting Corporation.

"Estamos envolvidos em uma corrida contra o relógio para controlar o quanto antes este incêndio, antes que volte a fazer mais calor e o vento sopre mais forte", declarou. Duas casas ficaram destruídas e outras vinte podem ter tido o mesmo destino, acrescentou.

Os serviços de auxílio esperam poder aproveitar esta segunda-feira para combater o incêndio por via aérea. Adelaide Hills é uma região famosa por sua produção vinícola e na qual vivem 40.000 pessoas.

Centenas de bombeiros dos estados vizinhos de Victoria e Nova Gales do Sul se uniram aos seus colegas desde domingo, alcançando 800 efetivos no total. Cerca de 29 pessoas, em sua maioria bombeiros, sofreram ferimentos leves desde o início do incêndio, informou a polícia.

Em 1983, os violentos incêndios deixaram mais de 70 mortos nas regiões da Austrália do Sul e Victoria depois de destruir milhares de casas, e em fevereiro de 2009 um sábado negro deixou 173 vítimas fatais em Victoria e destruiu mais de 2.000 casas. As queimadas são muito frequentes na Austrália durante o verão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias