Conflito

Oito soldados morrem em ataque no Iêmen

Os militares e a polícia são alvo frequente de ataques atribuídos à Al-Qaeda

AFP
AFP
Publicado em 18/02/2015 às 21:55
Foto: MOHAMMED HUWAIS / AFP
Os militares e a polícia são alvo frequente de ataques atribuídos à Al-Qaeda - FOTO: Foto: MOHAMMED HUWAIS / AFP
Leitura:

Oito soldados iemenitas encarregados de proteger instalações petroleiras morreram nesta quarta-feira em combates com homens armados de uma tribo da província de Hadramout - informou uma autoridade militar.

O tiroteio aconteceu na zona de Wadi Dawan, perto de um campo petroleiro no sudeste iemenita, relatou a fonte consultada pela AFP, acrescentando que outros três guardas ficaram feridos.

Segundo testemunhas, os membros das tribos armadas atacaram um comboio do Exército. Em seguida, começou o tiroteio, no qual vários agressores morreram.

Ainda não se conhece a motivação do ataque.

O incidente acontece no momento em que o país se encontra mergulhado no caos desde que a milícia xiita dos hutis tomou o poder na capital, Sanaa, no início de fevereiro.

Em Aden, a principal cidade ao sul do Iêmen, onde operam vários grupos armados opostos aos hutis, um oficial de Inteligência militar morreu baleado, de acordo com uma fonte do Exército.

Os militares e a polícia são alvo frequente de ataques atribuídos à Al-Qaeda, muito ativa no sul e no sudeste do Iêmen.

 

 

 

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias