REFORMA

Projeto de Previdência dos militares estará no Congresso no dia 20, diz Marinho

Marinho espera que a reforma da Previdência como um todo esteja aprovada ainda no primeiro semestre

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 15/03/2019 às 10:58
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marinho espera que a reforma da Previdência como um todo esteja aprovada ainda no primeiro semestre - FOTO: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

O projeto da reforma da Previdência para os militares deverá tramitar normalmente no Congresso Nacional a partir do próximo dia 20, quando o secretário especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, prevê que o texto será entregue aos parlamentares. Em rápida entrevista ao chegar no seminário A nova Economia Liberal, promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), Marinho reafirmou que a espera que a reforma da Previdência como um todo esteja aprovada ainda no primeiro semestre.

"Vamos aguardar as tratativas dentro do Congresso, a gente precisa que seja aprovado, o tempo que ele vai levar para se debruçar sobre o texto e discutir com transparência o texto, o que pra nós é relevante", disse Marinho.

Perguntado se o projeto que será aprovado será o mesmo que foi entregue pelo governo, o secretário disse que a responsabilidade agora é do Congresso, mas que o governo apresentou o projeto que achava adequado.

"É fruto do trabalho da equipe econômica dentro de uma expectativa de justiça, de quem tem condição maior tem que dar contribuição maior. Se houver alguma concessão que ela seja pública", afirmou, em referência a possíveis aposentadorias diferenciadas.

Especificidades

Em evento recente da Marinha no Rio, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que as forças armadas vão entrar na reforma da Previdência, mas que seriam respeitadas as especificidades de cada uma.

Sobre a inclusão de policiais e bombeiros na reforma, Marinho informou que eles terão as mesmas regras das Forças Armadas e portanto incluídos no projeto que será enviado no dia 20 de março.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias