MEIO AMBIENTE

No Recife, Salles reafirma empenho federal em limpar e monitorar óleo

O ministro disse que o governo federal colocou todas as equipes para trabalhar no combate às manchas de óleo

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 22/10/2019 às 15:12
Notícia
Foto: Adema/Governo de Sergipe
O ministro disse que o governo federal colocou todas as equipes para trabalhar no combate às manchas de óleo - FOTO: Foto: Adema/Governo de Sergipe
Leitura:

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou na manhã desta terça-feira (22) em coletiva de imprensa, no Recife, que o governo federal está empenhando grandes esforços para a limpeza das praias, desde o início do aparecimento das primeiras manchas de óleo, em meados de setembro.

“O governo federal colocou todas as equipes, Ibama, Marinha, Petrobras, ICmBio, todos indicados a fazer o monitoramento dessas manchas e o recolhimento. Além disso, todos os esforços do ponto de vista de satélites – nacionais, estrangeiros, americanos –, a guarda costeira, a Marinha do Brasil desde o início em contato com outras guardas marinhas de outros países pra fazer o reconhecimento e a identificação da origem deste óleo”, disse o ministro.

Análise do material

Salles destacou ainda que, desde o início, o Ministério fez a análise do óleo, a correlação com os barris que apareceram na costa e que em nenhuma medida deixou de ser tomada. “Muito pelo contrário, todos os esforços foram tomados. Hoje de manhã percorremos todo o litoral de Pernambuco. [Existe] apenas um ponto com resíduo de mancha sendo retirado”, completou.

Salles está na região com militares do Exército, da Marinha, equipes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Defesa Civil, prefeitura e voluntários.

Confira a entrevista

Verba

O Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou na segunda-feira (21) a liberação de R$ 2,58 milhões para o estado de Sergipe empregar na limpeza das praias atingidas pelo petróleo cru que atingiu os nove estados da Região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

A quantia representa pouco mais de 10% dos R$ 22 milhões que o governo estadual solicitou ao governo federal, na semana passada, para custear as atividades de limpeza, monitoramento, contenção e recolhimento do óleo que já vem realizando.

Também na segunda-feira, o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, disse que um grupo de cerca de 5 mil militares da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército vão reforçar as ações de limpeza das praias atingidas.

Últimas notícias