MINISTÉRIO PÚBLICO

Promotora do Caso Marielle aparece em foto com camisa de Bolsonaro

A promotora também já postou foto com o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), conhecido por quebrar uma placa com o nome da vereadora

JC Online
JC Online
Publicado em 31/10/2019 às 12:41
Foto: Reprodução/Instagram
A promotora também já postou foto com o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), conhecido por quebrar uma placa com o nome da vereadora - FOTO: Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:

Carmen Eliza Bastos de Carvalho, uma das promotoras do Ministério Público do Rio que investigam o assassinato da vereadora Marielle Franco, tem publicações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. Além disso, ela também já posto foto com o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), conhecido por quebrar uma placa com o nome da vereadora. 

Na última quarta-feira (30), a promotora participou da coletiva de imprensa em que o MP do Rio afirmou que o porteiro do condomínio onde Jair Bolsonaro tem casa mentiu ao relacionar o nome do presidente com Élcio Vieira de Queiroz, um dos réus presos por envolvimento no crime. 

Entre os posts da promotora nas redes sociais, em janeiro deste ano, no dia da posse de Bolsonaro, Carmen escreveu que “há anos” não se sentia tão emocionada. Antes, ao celebrar a vitória do então presidente eleito, usou a legenda “Patriotismo. Assim que se constrói uma NAÇÃO! União em prol do Brasil! Família, moral, honestidade, vitória do bem!", comemorando que o Brasil teria se livrado do “cativeiro esquerdopata”. 

Foto com Rodrigo Amorim, deputado que quebrou placa com nome de Marielle

Carmen e Rodrigo aparecem juntos em uma foto, em que ela aparece com a Medalha Tiradentes pendurada no pescoço. Ela recebeu a maior honraria do Legislativo fluminense em setembro deste ano, por iniciativa do deputado Delegado Carlos Augusto (PSD). “Sempre tive certeza de que a minha árdua tarefa de vida seria o combate aos criminosos, que acabam com a paz no Rio de Janeiro”, disse a promotora na ocasião. 

A reportagem do Estado pediu um posicionamento ao MP do Rio e ainda aguarda retorno.

Últimas notícias