Lava Jato

Políticos pernambucanos repercutem prisão de Eduardo Cunha

Ex-deputado federal foi preso em Brasília e encaminhado para Curitiba

JC Online
JC Online
Publicado em 19/10/2016 às 14:02
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ex-deputado federal foi preso em Brasília e encaminhado para Curitiba - FOTO: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

Mal saiu o anúncio da prisão preventiva do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no início desta quarta-feira (19) em Brasília, os políticos pernambucanos já se mobilizaram e fizeram as suas avaliações sobre a detenção do ex-deputado.

Em um vídeo feito pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ) no Facebook, o senador Humberto Costa (PT-PE) também comentou sobre a prisão de Cunha. Segundo o pernambucano, tudo indica que pessoas ligadas ao governo federal terão problemas caso ocorra a delação do ex-deputado. "A informação que temos aqui é de que ele já começou a negociar a delação. Vamos aguardar para que o Brasil conheça a verdade de tudo que aconteceu [no processo de] impeachment", afirmou o senador.

O ex-candidato à Prefeitura do Recife e deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE) celebrou a prisão de Cunha. "É o sinal de que as instituições no Brasil estão funcionando. Vários partidos estão tendo pessoas presas, como o PT, PMDB, entre outros. É preciso que de todos os fatos sejam esclarecidos", frisou o tucano.

Um dos maiores críticos a Eduardo Cunha na Câmara Federal, Sílvio Costa (PTdoB) considerou que a prisão de Eduardo Cunha representa "o começo do fim do governo Michel Temer. "Modéstia à parte, fui o primeiro parlamentar que fazia oposição solitária a ele. Isso quando ele tinha 400 aliados. Também fui o primeiro a dizer na tribuna que ele ia ser preso e que iria fazer delação premiada", conta. Sílvio Costa disse que não tem dúvida de que Eduardo Cunha fará delação premiada. "Ele era acostumado os melhores restaurantes e hotéis do mundo. Como é que um cara desses vai passar 30 anos em uma cadeia? Duvido", declarou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias