ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Raul Henry me autorizou a falar sobre candidatura no Recife, diz Fernando Bezerra Coelho

Fernando Bezerra tenta levar o MDB para a oposição e quer Raul Henry como candidato a prefeito do Recife

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 15/01/2020 às 12:11
Foto: Reprodução/Facebook
Fernando Bezerra tenta levar o MDB para a oposição e quer Raul Henry como candidato a prefeito do Recife - Foto: Reprodução/Facebook
Leitura:

O senador Fernando Bezerra Coelho afirmou nesta quarta-feira (15), em entrevista à Rádio Jornal, que pesquisas contratadas pelo MDB "dão muita animação" para que possa prosperar a candidatura do deputado federal Raul Henry à Prefeitura do Recife pelo partido, defendida por ele. "Raul me autorizou a prosseguir com conversas com outras forças", disse. "O MDB pode de fato liderar uma candidatura com grandes apoios no plano municipal". 

Fernando Bezerra Coelho disse ter conversado com Raul Henry por telefone na segunda-feira (13). Durante o fim de semana, o deputado recebeu na sua casa de praia o governador Paulo Câmara (PSB), de quem é amigo. O socialista tenta segurar o MDB na base de apoio para fortalecer a candidatura de João Campos (PSB) no Recife e, para isso, pode oferecer a Secretaria de Educação ao emedebista.

>> 'Projeto para eleger João Campos'. Oposição critica Geraldo Julio por inaugurações no Recife

>> Ana Arraes ataca João Campos, cobra desculpas do neto e cogita se candidatar a governadora de Pernambuco

O senador afirmou que Raul Henry não conversou com ele sobre o espaço no governo. "Pelo contrário, estava animado no sentido de dar passos para a candidatura dele", afirmou. "É óbvio que quando o governador faz o gesto de visitar Raul na casa de praia a especulação corre solta. Mas prefiro analisar o que estou ouvindo".

DO PSB PARA O MDB

Bezerra Coelho deixou o PSB e entrou no MDB em 2017, em uma articulação com a executiva nacional para retirar o partido da base socialista. No período, Raul Henry, que é presidente do partido, era vice-governador. O deputado levou o caso à Justiça e conseguiu manter o partido na Frente Popular, coligação pela qual Jarbas Vasconcelos foi eleito para o Senado. Este ano, os três se reaproximaram e têm cargos na direção estadual do partido.

Jarbas era opositor do PSB e voltou a ser aliado do partido em 2012, quando o ex-governador Eduardo Campos rompeu com o PT -- petistas e socialistas retomaram a aliança em 2018. Em entrevista à Rádio Jornal na semana passada, o senador sinalizou que quer se manter no grupo de Paulo Câmara, mas elogiou Raul Henry e afirmou que, se o correligionário decidisse se candidatar, subiria no seu palanque.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias