Diretor da OMS

Coronavírus: vacina para o fim do ano e a dificuldade de países com economia informal na pandemia

"Em países com muitos trabalhadores informais, como também é o caso do Brasil, em que as pessoas não têm renda garantida para ficar em casa, a tarefa dos governos é muito difícil numa pandemia", afirmou.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 18/06/2020 às 12:00
RODRIGO BUENDIA/AFP
CUSTO Os testes para covid, dengue, zika e chikungunya são os itens mais caros perdidos pela Saúde - FOTO: RODRIGO BUENDIA/AFP
Leitura:

O diretor-assistente da Organização Mundial da Saúde (OMS), Jarbas Barbosa, afirmou que a organização espera que uma vacina contra a covid-19 seja produzida em escala a partir do fim deste ano. Segundo ele, há mais de 100 vacinas sendo testadas em diferentes fases.

Durante entrevista à Rádio Jornal, Barbosa, que é brasileiro, mas tem base de trabalho nos EUA, afirmou que os testes estão avançados e que alguns ensaios são muito promissores.

Questionado sobre o estrago causado no Brasil pelo novo coronavírus, o diretor da OMS disse que é muito mais difícil lidar com um vírus como esse em países com alto índice de desigualdade.

Ele citou a Índia, por exemplo, que até conseguiu fazer com que as pessoas ficassem em casa, no início, mas agora chega a registrar duas mil mortes por dia.

"Em países com muitos trabalhadores informais, como também é o caso do Brasil, em que as pessoas não têm renda garantida para ficar em casa, a tarefa dos governos é muito difícil numa pandemia", afirmou.

Comentários

Últimas notícias