ECONOMIA

Saiba como compensar o aumento da energia elétrica adotando práticas simples para reduzir o consumo

É possível reduzir o consumo de energia sem abrir mão do conforto eliminando práticas erradas e evitando o desperdício

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 27/04/2021 às 14:53
Notícia
Divulgação
Aumento anunciado nesta terça-feira (27) já entra em vigor na quinta-feira (29) - FOTO: Divulgação
Leitura:

Depois que a Celpe  anunciou o aumento na conta de energia, que vai ficar em 7,46% para o consumidor residencial e 5,94% para os consumidores de baixa renda, já têm gente fazendo contas para ajustar o aumento ao orçamento doméstico. O aumento entra em vigor a partir desta quinta-feira (29). Como parte do consumo de energia de uma casa é formada por desperdício, a boa notícia é que algumas mudanças de hábito podem reduzir o consumo de energia e até compensar este novo aumento.

Para a professora do departamento de Ciências do Consumo da Universidade Federal de Pernambuco, Laurileide Barbosa, falar em economia de energia em tempos de home office é mais do que necessário. "Com mais gente trabalhando em casa, é normal aumentar o consumo de energia com o uso de computador, luzes, ventilador e outros aparelhos. Então é hora de olhar para onde podemos economizar", diz a professora. Laurileide observa que tudo o que "esquenta e esfria", são os maiores vilões do consumo. "Ar condicionado e chuveiro elétrico, por exemplo, se não for possível abrir mão desses equipamentos, pode-se reduzir o tempo de uso". A professora também chama a atenção para e o combate ao desperdício seja um compromisso de toda a família. "Não adianta um ou outro economizar e o restante da família gastar. Todos devem ficar atento para que a economia surja algum efeito", ensinou.

Veja o que recomenda o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) para evitar o desperdício de energia elétrica sem precisar diminuir o conforto da família.

CONSUMO GERAL

•Acompanhe a evolução mensal do consumo de energia elétrica em sua residência ou negócio isso pode ajudar a identificar práticas erradas nos hábitos de consumo que influenciam nos gastos.
•Ao comprar um eletrodoméstico leve em consideração o quanto ele consome de energia, esta informação pode ser obtida no selo Procel, que a maioria dos eletrodomésticos traz afixado. Nele existe uma escala de consumo. A nota A representa o menor consumo de energia e a letra E, o consumo maior.

GELADEIRA E FREEZER

•Evite colocar a geladeira próxima ao fogão ou em áreas expostas ao sol para que o calor não interfira no resfriamento dos almentos; no caso de instalação entre armários e paredes, deixe um espaço mínimo de 15 cm dos lados, acima e no fundo do aparelho para que o calor do motor da geladeira se dissipe.
•Evite abrir a porta da geladeira com muita frequência ou por tempo prolongado.
•Não guarde alimentos ou líquidos quentes, nem recipientes sem tampa na geladeira.
•Não forre as prateleiras com vidros ou plásticos, pois isso dificulta a circulação interna de ar.
•Faça o descongelamento do freezer periodicamente, conforme as instruções do manual.
•Conserve limpas as serpentinas (as grades) que se encontram na parte de trás do aparelho e não as utilize para secar roupas.
•Quando você se ausentar de casa por tempo prolongado, esvazie o freezer e a geladeira e deixe-os desligados.

CHUVEIRO E AQUECEDOR

•Só ligue o chuveiro quando estiver pronto para o banho, feche a torneira enquanto estiver se ensaboando e seja breve. Tente tomar banho em 10 minutos.

•Quando o tempo não estiver frio, use o chuveiro com a chave na posição verão (morno); o consumo é 30% menor do que na posição inverno.

•Se seu imóvel tiver aquecedor central, escolha um boiler com capacidade adequada às suas necessidades; prefira modelos que disponham de tanque com melhor isolamento e controle de temperatura.

ILUMINAÇÃO

•Use lâmpadas de Led, principalmente nas dependências onde a luz fica acesa por mais tempo, como cozinha, copa e sala. As lâmpadas de Led chegam a ser 35% mais econômicas que as fluorescentes, e gastam 90% menos energia do que as antigas incandescentes.

•Aproveite a luz do sol para realizar tarefas dentro de casa, evitando acender lâmpadas durante o dia.

•Mantenha desligados os aparelhos elétricos que não estiverem sendo usados e as lâmpadas nos ambientes onde não há ninguém.

•Use cores claras nos tetos e paredes, elas refletem melhor a luz, reduzindo a necessidade de lâmpadas acesas por mais tempo.

•Periodicamente faça a revisão das instalações elétricas já que fios mal encapados e mal isolados causam fuga de corrente.

MÁQUINAS DE LAVAR E FERRO ELÉTRICO

•Ao usar máquinas de lavar louças e roupas, ligue-as sempre no máximo da capacidade.
•Habitue-se a juntar a maior quantidade possível de roupas para passá-las de uma só vez.
•Se o ferro for automático, regule sua temperatura. Passe primeiro as roupas delicadas, que precisam de menos calor; no final, depois de desligá-lo, você ainda poderá aproveitar o calor para passar algumas roupas leves.

TELEVISÃO

•Quando ninguém estiver assistindo, desligue o aparelho.
•Não durma com a televisão ligada., ou então verifique se seu aparelho tem opção de timer (temporizador) e programe para que a televisão desligue automaticamente.

AR CONDICIONADO

•Na hora da compra, escolha um modelo adequado ao tamanho do ambiente em que será utilizado.
•Prefira os aparelhos com controle automático de temperatura.
•Na instalação, procure proteger a parte externa do aparelho da incidência do sol (mas sem bloquear as grades de ventilação).
•Quando o aparelho estiver ligado, mantenha as janelas e as portas fechadas.
•Desligue-o quando o ambiente estiver desocupado.
•Evite o frio excessivo regulando o termostato para uma temperatura agradável.
•Mantenha limpos os filtros do aparelho, para não prejudicar a circulação do ar.

Comentários

Últimas notícias