CONTAMINAÇÃO

Mesmo após casos de covid-19, pais se sentem seguros em levar filhos para escola particular no Recife

Atividades para o 3º ano estão suspensas por 14 dias por causa da contaminação de alunos. A medida vale até 2 de novembro. Apesar disso, pais de estudantes dos 1º e 2º anos revelam estar seguros com o protocolo aderido pela escola

Katarina Moraes Mayra Cavalcanti
Katarina Moraes
Mayra Cavalcanti
Publicado em 22/10/2020 às 7:28
Notícia

YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Colégio Damas na manhã desta quinta-feira (22) - FOTO: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

O primeiro dia após a suspensão das aulas presenciais para alunos do 3º ano do ensino médio do Colégio Damas, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife, foi de movimentação tranquila nesta quinta-feira (22). Com as atividades presenciais mantidas para alunos dos 1º e 2º anos, os pais afirmaram que se sentem seguros com o protocolo adotado pela instituição para evitar a propagação da covid-19. O fluxo de estudantes foi dentro do esperado para ambas as séries, de acordo com a assessoria de imprensa. No Colégio Grande Passo, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, onde também houve confirmação de caso de coronavírus, interrompendo as aulas presenciais no 2º ano, a frequência foi considerada normal.

O Colégio Damas voltou a receber os estudantes no último dia 13, quando o retorno estava autorizado pelo governo estadual para os 2º e 3º anos dessa etapa da educação básica. Na última terça-feira (20) retornaram os adolescentes do 1º ano. As aulas foram suspensas nessa quarta-feira (21) após a contaminação de estudantes do 3º ano pelo coronavírus. As atividades remotas seguem normais. A servidora publica Ana Karla Santos, 38, foi uma das mães que, mesmo com os casos, sentiu-se segura em levar a filha para a unidade.

"Pelo que li e pelas informações que tive, isso é questão de protocolo: quando acontecer [casos] em uma turma, os alunos devem ser suspensos. Então creio que o colégio está correto em relação a isso", diz. Ela afirma estar satisfeita com os cuidados tomados pelo Damas. "Desde que iniciaram as aulas do primeiro ano, eu venho acompanhando, espero ela descer para ver toda a questão dos protocolos do colégio. Ele realmente está seguindo."

YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Ana Carla Santos, 38, servidora publica - YACY RIBEIRO/JC IMAGEM

A percepção é a mesma da psicóloga Mônica Viana, 44. "Estou muito segura, o colégio está passando muita segurança para a gente em relação a todos os procedimentos, está tranquilo. Até porque tem todos os cuidados e tudo foi explicado para a gente anteriormente, antes do começo das aulas. Concordo [com a suspensão no 3º ano], acho que eles estão seguindo bem direitinho os protocolos, foi a melhor atitude que eles tomaram e passando segurança para os outros anos."

Já a médica Michele Maria, 47, mãe de uma aluna do 1º ano, considerou desnecessária a suspensão das aulas dos concluintes. "Isso vai ocorrer em qualquer ambiente. Se fosse assim, a gente não voltaria a trabalhar", defende. Ela completa: "Eu acho que tomando os cuidados adequados, não tem problema trazer. Estão tomando todos os cuidados. Usando a máscara, álcool, não tem problema. Acho que o psicológico também é importante, vir um pouco, estudar."

YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Tomando os cuidados adequados não tem motivo para não trazer. Usando a máscara, álcool, não tem problema. Para o lado psicológico também é importante, sair um pouco, estudar", observa Michele Maria, 47, também mãe de aluna do Damas - YACY RIBEIRO/JC IMAGEM

Por meio de nota, a direção do colégio não informou a quantidade de estudantes doentes e nem se eles são todos da mesma turma. "Nesta quarta-feira (21), a direção do Colégio Damas foi notificada que alunos da 3ª série do ensino médio testaram positivo para covid-19. As pessoas que tiveram contato com eles já foram comunicadas sobre o resultado e receberam a orientação de ficarem em isolamento e realizarem o teste. Estamos cientes de que essa contaminação ocorreu antes do retorno às aulas presenciais, durante um encontro entre os alunos fora do ambiente escolar", diz o colégio, em nota.

"Seguindo rigorosamente o protocolo de saúde e segurança da Rede Damas Educacional, validado por especialistas, além das orientações de autoridades de saúde do Estado, as aulas presenciais das turmas da 3ª série do Ensino Médio estão suspensas a partir desta data e continuarão de forma remota. A medida preventiva vale até o dia 2 de novembro", complementa a escola.

O colégio tem 150 alunos do 3º ano. Mas conforme a assessoria de imprensa da escola, entre 50 e 60 jovens optaram pelo ensino híbrido, ou seja, presencial e remoto. Os demais preferiram permanecer com aulas remotas.

PROTOCOLO

Na preparação para a volta do ensino presencial, o colégio investiu em reestruturação física e no cumprimento de todo o protocolo setorial para educação. Entre as novidades na infraestrutura houve a colocação de estações de higienização e triagem, disposição de mais de cem dispensers de álcool em gel, kits de pias volantes e orientações de uso e higienização dos espaços. O Damas também criou um protocolo próprio de retomada, chancelado por dois médicos e uma biomédica.

Colégio Grande Passo

O Colégio Grande Passo, localizado em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, interrompeu as atividades presenciais por 14 dias, a partir de ontem, terça-feira (20), para uma turma de 2º ano de ensino médio após confirmar que uma estudante está infectada pelo novo coronavírus. Havia a suspeita que uma segunda jovem doente, da mesma classe, mas o caso foi descartado.

A diretora pedagógica Solange Mota explica que desde segunda-feira (19), quando houve a suspeita de contaminação, as aulas já haviam sido suspensas. "Terça (dia 13) ela passou pelo procedimento de checagem de temperatura e não tinha nenhum sintoma. Só a tarde, em casa, apresentou sintomas de gripe, então ela já não veio na quarta. Na quinta, foi feriado. Na sexta de manhã, a família ligou dizendo que ela tinha piorado e que estavam desconfiados da covid. Ela foi fazer o exame e ligamos para as famílias suspendendo as aulas na segunda-feira (dia 19)", conta.

O movimento de alunos dos 1º e 3º anos, que tiveram as aulas presenciais mantidas, está normal, segundo a diretora. "Está normal, frequência normal, não tivemos baixa em relação à frequência, todo protocolo foi seguido, tudo inalterado", garante.

O QUE DIZ A SECRETARIA DE SAÚDE DO RECIFE

A Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife esclarece que, ao tomar conhecimento dos casos confirmados de covid-19 envolvendo alunos de dois colégios da rede particular do município, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) do Recife entrou em contato com as instituições e orientou os responsáveis sobre as medidas de vigilância epidemiológica e laboratorial que devem ser adotadas, como a realização de testes laboratoriais nos contatos próximos dos casos sintomáticos que tenham compartilhado espaços comuns sem máscara, com menos de 1,5 m de distância e sem etiqueta respiratória.

Também houve orientação em relação ao isolamento domiciliar dos casos sintomáticos a partir da data do início dos sintomas e monitoramento dos contatos para a identificação precoce do surgimento de casos secundários. Além disso, a Sesau também reforçou com as escolas a importância de comunicar imediatamente ao Cievs Recife qualquer caso suspeito ou confirmado da doença nos estabelecimentos de ensino.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias