COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Decreto autoriza seleção simplificada para contratar 500 professores temporários para escolas municipais do Recife

Decreto foi assinado na noite desta terça-feira pelo prefeito do Recife, João Campos, mas edital com detalhes da seleção só deve sair no final de agosto

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 10/08/2021 às 18:32
Notícia
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
RETORNO Devido à pandemia, aulas presenciais na rede municipal do Recife voltaram no último dia 22 de julho - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Quinhentos professores do ensino fundamental serão convocados para ensinar nas escolas municipais de Recife. Decreto para abertura de seleção simplificada para contratação temporária de docentes foi assinado pelo prefeito João Campos na noite desta terça-feira (10), mas o edital só deve sair no final de agosto. A publicação do decreto será feita no Diário Oficial do Município desta quarta, 11 de agosto, Dia do Estudante.

Serão 400 professores para lecionar em turmas do fundamental 1 (1º ao 5º ano) e 100 para o fundamental 2 (6º ao 9º ano). O prefeito havia anunciado a seleção em junho. A promessa é realizar concurso público no final deste ano ou no início de 2022.

O número de 500 vagas é menor do que havia sido divulgado em junho. Quando foi anunciada a seleção, a gestão municipal havia informado que iria selecionar 1.300 professores, total estimado para o concurso. A rede municipal de ensino do Recife tem 92 mil alunos, 5.400 docentes e 320 unidades escolares, entre creches e colégios.

“Com a publicação do decreto que autoriza a contratação desses novos professores para fortalecer a nossa educação, o próximo passo é a publicação do edital. O nosso planejamento é que o edital seja publicado no dia 28 de agosto”, destaca  secretário de Educação do Recife, Fred Amancio.

Atualmente, um professor da rede municipal do Recife que ensina no fundamental 1 recebe o salário inicial de R$ 2.472,25 e o do fundamental 2 ganha R$ R$ 1.705,00. Vale destacar que esses valores não incluem gratificações como, por exemplo, decorrentes de titulações. E o regime de trabalho é de 145 horas-aula para fundamental 1 e 100 horas-aula para fundamental 2.

Segundo a prefeitura, o salário para os docentes que vão atuar com contrato temporário será R$ 4.603,50 para uma carga horária de 270 horas-aula. Para o cargo de professor 1 o candidato deve ser formado em pedagogia. Para o de professor 2 é preciso ter licenciatura com habilitação específica na área do ensino fundamental que vai concorrer.

As aulas presenciais na rede municipal de Recife voltaram gradativamente a partir de 22 de julho. Devido à pandemia de covid-19, as escolas estavam fechadas para os alunos desde março de 2020, mantendo atividades remotas. (Atualizada às 16h30 de 11/08)

Comentários

Últimas notícias