Coluna Mobilidade

Bogotá cria 76 km de ciclofaixas temporárias para enfrentar a pandemia do coronavírus

Objetivo da capital colombiana é reduzir o volume de passageiros no sistema de transporte público da cidade, minimizando a possibilidade de contágio.

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 26/03/2020 às 11:58
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Ciclovias nas avenidas é reivindicação antiga de ciclistas para o uso da bicicleta como transporte urbano, dando lógica e agilidade aos deslocamentos feitos de bike - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

POR ROBERTA SOARES, DA COLUNA MOBILIDADE

Diante da pandemia do coronavírus no mundo e da necessidade de evitar aglomerações nos transportes públicos, Bogotá, capital colombiana, começou a operar uma ampla malha temporária para bicicletas. A estrutura - vale ressaltar - não é para ser utilizada como lazer. Ao contrário. São 76 quilômetros de ciclofaixas móveis implantadas em corredores e eixos estruturantes da cidade para serem utilizados por quem pedala como meio de transporte, fazendo com que o cidadão opte pela bicicleta no lugar do transporte - no caso de Bogotá, o Transmilênio, o BRT colombiano.

Lá, a iniciativa não é vista como uma ação negativa, que contribui para a gigante perda de passageiros do transporte público. A malha ciclável já reduziu em 42% o volume de passageiros transportados na capital colombiana. Bogotá tem 7 milhões de habitantes e a lógica do município foi criar um plano de ação para libertar espaço na rede de transportes públicos. As ciclofaixas percorrem alguns dos eixos principais da cidade e se unem aos aos 550 km de rede ciclável já existentes.

VÍDEO SOBRE A MONTAGEM DAS CICLOFAIXAS

A medida começou a ganhar forma ainda no domingo (15/3), quando foram anunciados 22 quilômetros de ciclofaixas temporárias. Mas na terça-feira subsequente (17/3), a ampliação para os 76 quilômetros atuais aconteceu. A rede está em eixos estruturantes de Bogotá e que antes eram utilizados pelo tráfego de automóvel. Funciona de segunda à sexta, das 6 horas às 19h30.

Em sua conta do Twitter, a presidenta de Câmara Municipal de Bogotá, Claudia López, comemorou uma sucessiva redução de aglomerações no Transmilênio. Entre os dias 13 e 18/3, a redução de passageiros foi de 42%.

Reprodução Twitter
Redução da demanda de passageiros no Transmilênio, em Bogotá, por causa do coronavírus - Reprodução Twitter

A REDUÇÃO DE AGLOMERAÇÃO NO TRANSMILÊNIO

Sexta-feira - 4%

Sábado - 10%

Domingo - 16%

Segunda-feira - 26%

Terça-feira - 36%

Quarta-feira - 42%

LEIA MAIS CONTEÚDO NA COLUNA MOBILIDADE www.jc.com.br/mobilidade

Reprodução Twitter
Redução da demanda de passageiros no Transmilênio, em Bogotá, por causa do coronavírus - FOTO:Reprodução Twitter
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Infraestrutura é fundamental para estimular o uso da bicicleta como transporte no pós-pandemia. Na RMR, quantidade de ciclofaixas ainda é pequena. O Recife ultrapassou 100 quilômetros no fim de 2019 - FOTO:FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias