Coluna Mobilidade

Google homenageia funcionários do transporte público em barra de busca

Quem acessa nesta terça-feira (14/4) a barra de buscas da rede encontra a imagem de um ônibus sendo conduzido pela letra "e" do Google, numa referência a um motorista de máscara

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 14/04/2020 às 13:25
Google/Divulgação
Ao passar o mouse sobre a imagem, surge a frase "A todos os profissionais que trabalham no transporte público, obrigado" - FOTO: Google/Divulgação
Leitura:

POR ROBERTA SOARES, DA COLUNA MOBILIDADE

O Google prestou uma justíssima homenagem aos profissionais que seguem, apesar da pandemia do coronavírus, fazendo o transporte público mundial funcionar. Quem acessa nesta terça-feira (14/4) a barra de buscas da rede encontra a imagem de um ônibus sendo conduzido pela letra "e" do Google, numa referência a um motorista de máscara. E, ao passar o mouse sobre a imagem, surge a frase "A todos os profissionais que trabalham no transporte público, obrigado". A maior rede de buscas do mundo, inclusive, tem prestado homenagens diárias a diversos profissionais que seguem trabalhando durante a pandemia por prestarem serviços essenciais.

E, dessa vez, o agradecimento veio ao transporte público, que amarga perda de demanda e de receita superiores a 80% em diversos países. Os sistemas de ônibus, inclusive, são os mais impactados. Estão sofrendo mais do que o transporte sobre trilhos, que é subsidiado com recursos públicos em sua grande maioria. Na Região Metropolitana do Recife, por exmeplo, o primeiro mês de pandemia já provocou um prejuízo de R$ 52 milhões e a demissão de centenas de motoristas e cobradores de ônibus - situação que ainda não foi totalmente revertida.

RISCO
A homenagem também não pdoeria chegar em hora mais adequada porque desde a chegada do coronavírus que infectologistas alertam sobre o perigo que o transprote público  representa para a propagação do vírus. É tanto que as primeiras medidas determiandas pelo poder público e anunciadas por muitas operadoras foi a higienização dos coletivos - sistemas de metrô também - nas garagens e também nos terminais integrados. Para reforçar o perigo, estudo do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) mostrou que o risco de contaminação para motoristas e cobradores de ônibus é  tão alto quanto o de profissionais da saúde. Chega a 70%.  Profissionais da saúde, dependendo da área de atuação, têm risco de 50% a 100%. O estudo mapeou mais de 2,5 mil ocupações no País.

Por tudo isso, palmas para aqueles que fazem o transporte público seguir garantindo o deslocamento da população que realmente precisa sair de casa.

CONFIRA OUTRAS HOMENAGENS AOS PROFISSIONAIS DO TRANSPORTE PÚBLICO DURANTE A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS:



LEIA MAIS CONTEÚDO NA COLUNA MOBILIDADE www.jc.com.br/mobilidade

Comentários

Últimas notícias