Coluna Mobilidade

Empresas de ônibus de Aracaju instalam cortinas e painéis para proteger motoristas e cobradores do coronavírus

Medida foi alternativa à compra de máscaras para os profissionais, que têm altos índices de contaminação pelo contato direto com a população. As cortinas são de plástico e os painéis de acrílico

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 16/04/2020 às 8:55
Notícia
Setransp/Divulgação
Motoristas estão protegidos por cortinas de plástico, que ssempre são higienizadas quando o veículo é limpos nas garagens - FOTO: Setransp/Divulgação
Leitura:

POR ROBERTA SOARES, DA COLUNA MOBILIDADE

A dificuldade para encontrar e comprar máscaras de proteção para todos os motoristas e cobradores de ônibus forçou as empresas que operam o transporte público de Aracaju, em Sergipe, a usar a criatividade. Começaram a instalar cortinas de plástico e painéis de acrílico para garantir o isolamento dos rodoviários e, assim, evitar ou ao menos minimizar a possibilidade de contaminação pelo novo vírus num ambiente que recebe milhares de pessoas todos os dias. Cinquenta dos 502 ônibus do sistema já receberam os equipamentos desde a terça-feira (14/4) e a previsão é de que toda a frota esteja equipada no prazo de dez dias.

Depois que o Ministério da Saúde orientou que todos, com sintomas ou não, deveriam usar as máscaras, nós começamos a buscar os equipamentos, mas encontramos muitas dificuldades. Não só o custo, mas a disponibilidade para encontrar máscaras e a utilização correta delas. Foi quando um funcionário nosso teve a ideia da cortina e dos painéis como solução não só para os trabalhadores que estão nos ônibus, mas também os passageiros. Estamos instalando e a aprovação tem sido boa
Raíssa Cruz, superintendente do Setransp

A novidade é implementada na mesma época em que um mapeamento da UFRJ apontou que os motoristas de ônibus têm 71% de risco de serem contaminados pelo coronavírus e os cobradores têm 66,33%, sendo duas das categorias mais expostas à doença no Brasil. Uma possibilidade de contágio tão alta quanto a de algumas ocupações da área de saúde.

Segundo Raissa Cruz, superintendente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp), os painéis de acrílico protegem os cobradores, enquanto os motoristas ficam cercados por uma cortina de plástico. E todos os equipamentos são higienizados quando os veículos retornam às garagens. "Depois que o Ministério da Saúde orientou que todos, com sintomas ou não, deveriam usar as máscaras, nós começamos a buscar os equipamentos, mas encontramos muitas dificuldades. Não só o custo, mas a disponibilidade para encontrar máscaras e a utilização correta delas. Foi quando um funcionário nosso teve a ideia da cortina e dos painéis como solução não só para os trabalhadores que estão nos ônibus, mas também os passageiros. Estamos instalando e a aprovação tem sido boa", afirmou.

Thiago Lucas
Artes JC - Thiago Lucas

O sistema de ônibus de Aracaju, assim como todos do País, está enfrentado perda de passageiros. A queda de demanda é de 74,37%. Mas, mesmo assim, a frota está reduzida em 30% apenas nos horários fora pico. No restante do dia opera normalmente, o que expõe ainda mais os rodoviários. O setor tem reclamado da pouca redução.

AÇÕES NA RMR
Na Região Metropolitana do Recife, nenhuma solução semelhante aos painéis de acrílico e cortinas de plástico foi adotada. Mas o Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCTM), gestor do setor de ônibus, e a Urbana-PE (o sindicato das empresas de ônibus) adotaram diversas medidas para higienização dos trabalhadores e coletivos. Os ônibus têm sido limpos nas garagens e nos terminais integrados, entre as viagens. E houve distribuição de máscaras e álcool em gel para operadores, colocação de borrifadores com álcool 70% nos terminais e garagens, além da instalação de lavatórios itinerantes nos terminais. Também houve a determinação para que os veículos circulem, prioritariamente, com passageiros apenas sentados.

LEIA MAIS CONTEÚDO NA COLUNA MOBILIDADE www.jc.com.br/mobilidade

Citação

Depois que o Ministério da Saúde orientou que todos, com sintomas ou não, deveriam usar as máscaras, nós começamos a buscar os equipamentos, mas encontramos muitas dificuldades. Não só o custo, mas a

Raíssa Cruz, superintendente do Setransp
Setransp/Divulgação
Solução vem em boa hora. Pesquisa da UFRJ aponta que motoristas e cobradores têm altas chances de contágio pelo coronavírus - FOTO:Setransp/Divulgação
Setransp/Divulgação
Governo de Pernambuco garante que autorização é algo provisório, experimental. Que depois que a pandemia passar, todas as linhas serão revistas - FOTO:Setransp/Divulgação
Thiago Lucas
Artes JC - FOTO:Thiago Lucas

Comentários

Últimas notícias