COLUNA MOBILIDADE

Os perigos e erros da Avenida Belmino Correia, em Camaragibe

A rodovia PE-005 é a via mais urbana da RMR e importante de Camaragibe, mas sofre com a ausência de tudo que diz respeito à segurança viária

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 25/05/2021 às 7:30
Notícia
JC NAS ESTRADAS
A Coluna Mobilidade está percorrendo alguns dos principais eixos rodoviários da Região Metropolitana do Recife na série de reportagens JC nas Estradas - FOTO: JC NAS ESTRADAS
Leitura:

JC nas Estradas

A Coluna Mobilidade está percorrendo alguns dos principais eixos rodoviários da Região Metropolitana do Recife na série de reportagens JC nas Estradas. A proposta é mostrar os gargalos viários, o impacto da transformação de muitas dessas estradas em avenidas urbanas para a população, e dentro do possível, fazer sugestões que possam melhorar a infraestrutura. Para validar as visitas, conta com a parceria de engenheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PE).

Nenhuma rodovia da Região Metropolitana do Recife representa melhor o conceito de “avenida da porta de casa” do que a PE-005, batizada de Avenida Belmino Correia e eixo estruturador de toda a cidade de Camaragibe, na Zona Oeste do Grande Recife. A avenida corta o centro comercial do município e outros oito bairros, sendo o esqueleto viário da cidade. É a via mais importante de Camaragibe e sofre com a ausência de tudo que diz respeito à segurança viária.

ARTES JC SOBRE MAPA DO GOOGLE MAPS
Localização da PE-005: Avenida Belmino Correia - ARTES JC SOBRE MAPA DO GOOGLE MAPS

Confira a série de reportagens JC NAS ESTRADAS

Insegurança viária por toda parte na Estrada da Muribeca, no Grande Recife

Problemas da Estrada da Muribeca, no Grande Recife, começam ainda na BR-101

Governo de Pernambuco promete uma Estrada da Muribeca mais resistente e organizada

Projeto de restauração, infelizmente, não prevê ciclovia na Estrada da Muribeca, no Grande Recife

Estrada da Curcurana, no Grande Recife, é desafio diário, principalmente para ciclistas

Estrada da Curcurana, no Grande Recife, precisa ter sentido único para reduzir perigo, apontam especialistas

Estrada de Aldeia, no Grande Recife, é teste diário contra a vida

Projeto prevê uma Estrada de Aldeia com ciclovias, calçadas e segura; conheça

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Série JC nas Estradas na PE-05, mais conhecida como Avenida Belmino Correia em Camaragibe. - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Apesar de larga - são quase 20 metros de largura, com quatro faixas para veículos -, a sinalização horizontal está sempre apagada, a vertical é insuficiente, faltam semáforos e giros de quadra, por exemplo, o que transforma o intenso trânsito da rodovia ainda mais confuso. Vinte mil veículos passam por ela diariamente, dos quais muitos são ônibus, inclusive BRTs e coletivos articulados. Tudo isso se mistura a uma grande quantidade de pedestres atraídos pelo centro comercial da avenida, que corta o Centro e o bairro Novo Carmelo.

“Sempre foi perigosa. Nunca vimos uma intervenção que mudasse isso. Só promessas. Principalmente na época da Copa do Mundo de 2014. Os veículos entram nas ruas com pressa, a travessia é difícil, a confusão e o perigo são constantes”,
critica o vendedor João Pedro Costa, que trabalha às margens da rodovia

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Série JC nas Estradas na PE-05, mais conhecida como Avenida Belmino Correia em Camaragibe. - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

São poucas travessias de pedestres mesmo na área comercial. A permissão para os giros à esquerda é o que mais confunde a circulação da via, que fica ainda mais perigosa quando sai da área comercial e entra na periferia de Camaragibe, na direção do município vizinho de São Lourenço da Mata. A cidade, inclusive, depende tanto da PE-005 quanto Camaragibe. É rota rápida e urbana para quem precisa chegar ao Recife, por exemplo. Realizar intervenções na PE-005 é difícil porque, embora seja uma via urbana da cidade de Camaragibe, é o governo do Estado, via Departamento de Estradas de Rodagem (DER), quem responde pela manutenção e qualquer projeto para a rodovia.

PLANOS NÃO FALTAM PARA A VIA
A Prefeitura de Camaragibe tem uma coleção de ideias para melhorar a circulação direta ou indiretamente da Avenida Belmino Correia. Mas não tem dinheiro. Pelo menos por enquanto. O secretário de Segurança Pública e Mobilidade, Marcílio Rossini, garante que a prefeita Nadegi Queiroz (PR) está viabilizando recursos para transformar em sentido único o primeiro trecho da PE-27, mais conhecida como Estrada de Aldeia, o que beneficiará indiretamente a circulação da PE-005, que recebe parte do tráfego da primeira rodovia.

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Série JC nas Estradas na PE-05, mais conhecida como Avenida Belmino Correia em Camaragibe. - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Para validar as visitas, conta com a parceria de engenheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PE) - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
A permissão para os giros à esquerda é o que mais confunde a circulação da via, que fica ainda mais perigosa quando sai da área comercial e entra na periferia de Camaragibe - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
São poucas travessias de pedestres mesmo na área comercial - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Série JC nas Estradas na PE-05, mais conhecida como Avenida Belmino Correia em Camaragibe. - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Sobre o fim dos giros à esquerda, o secretário diz que a prefeitura está estudando possibilidades e buscando recursos para pavimentar as ruas que venham a ser utilizadas nos retornos. “Trânsito é muito, muito caro. As ruas usadas para viabilizar os giros de quadra, por exemplo, precisam ser pavimentadas. Não podem ser de paralelepípedos. Ou seja, precisamos criar uma malha viária para promover essas intervenções”, diz. O município estuda, inclusive, a implantação do estacionamento rotativo Zona Azul, o que poderia ajudar a organizar o trânsito no entorno da Avenida Belmino Correia.

MANUTENÇÃO EM DIA
Por parte do governo de Pernambuco não há nenhum projeto para a PE-005. Pelo menos por enquanto. Segundo a Secretaria de Infraestrutura de Pernambuco (Seinfra), a rodovia recebe periodicamente as ações de manutenção do Programa Caminhos de Pernambuco. Serviços de manutenção do pavimento, capinação das margens e limpeza dos dispositivos de drenagem, inclusive, seriam iniciados nos próximos dias nos quase 20 quilômetros da rodovia, que começa na Rua Ribeiro Pessoa, no Recife (altura da Ponte da Caxangá sobre o Rio Capibaribe), e a BR-408, em São Lourenço da Mata. O trabalho está para ser finalizado em julho.

Comentários

Últimas notícias