COLUNA MOBILIDADE

Após reunião entre empresários e rodoviários, possibilidade de greve perde força no Grande Recife. Veja a proposta

Depois de propor adiar as negociações para janeiro de 2022, setor empresarial fez proposta que será discutida em assembleia dos motoristas e cobradores

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 16/08/2021 às 18:02
TIÃO SIQUEIRA / JC IMAGEM
MANIFESTAÇÃO Sindicato dos Rodoviários realizou ato, ontem, no Terminal Integrado de Joana Bezerra, para reivindicar a retomada das negociações - FOTO: TIÃO SIQUEIRA / JC IMAGEM
Leitura:

Uma possível greve dos motoristas e cobradores de ônibus da Região Metropolitana do Recife perdeu força. Pelo menos por enquanto. Em reunião na tarde desta segunda-feira (16/8), o setor empresarial apresentou uma proposta de reajuste salarial acima dos 9% aos rodoviários, surpreendendo a categoria, que esperava pelo pior, já que 11 dias atrás rejeitou o adiamento das negociações para janeiro de 2022.

Agora, a proposta feita pelos empresários de ônibus será discutida em assembleia marcada para o dia 24/8, na sede do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco, em Santo Amaro, área central do Recife. A assembleia do dia 24/8 acontecerá pela manhã, às 9h30 e 10h, e à tarde, às 15h30 e 16h. Segundo Aldo Lima, presidente da categoria, a Urbana-PE (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco) propôs um reajuste de 9,22% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), dividido em duas vezes.

TIÃO SIQUEIRA / JC IMAGEM
A Urbana-PE ainda não se posicionou sobre a reunião. Categoria fez ato na cidade - TIÃO SIQUEIRA / JC IMAGEM

“Não é o que queríamos, mas dentro da situação atual, de crise e pandemia, é algo aceitável sim. Mas quem vai decidir é a categoria em assembleia”, afirmou Aldo Lima. O índice de 9,22% seria dado aos motoristas e cobradores em duas parcelas: a primeira no quinto dia útil de setembro e a segunda em novembro, retroativa a julho, data base da categoria. O mesmo índice seria aplicado ao tíquete refeição dos rodoviários. Por nota, a Urbana-PE informou que permanecerá empenhada na construção de uma solução negociada entre as partes.

PROTESTO

O Sindicato dos Rodoviários realizou ato na manhã desta segunda (16) no Terminal Integrado (TI) de Joana Bezerra, na área central da cidade, para reivindicar a retomada das negociações com a Urbana-PE, sob ameaça de greve nos próximos dias.

A manifestação aconteceu 11 dias depois de os rodoviários rejeitarem a proposta dos empresários de ônibus de adiar para janeiro de 2022 as negociações sobre o reajuste. A negativa foi votada em assembleia da categoria realizada na tarde do dia 5 de agosto. Com a rejeição, a possibilidade de protestos, paralisações e até mesmo uma greve do transporte público tornou-se mais provável.

TIÃO SIQUEIRA / JC IMAGEM
Sindicato dos Rodoviários fez ato nesta segunda-feira (16/8) no TI Joana Bezerra - TIÃO SIQUEIRA / JC IMAGEM

 

Comentários

Últimas notícias