CIÊNCIA

UFPE identifica predominância da variante Gama da covid-19 em 23 cidades de Pernambuco

Também denominada de P.1 e inicialmente identificada em Manaus (AM), ela é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma das principais variantes de preocupação (VOC) em circulação no mundo

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 26/07/2021 às 10:12
Notícia
DIVULGAÇÃO/UFPE
No total, foram coletadas 63 amostras clínicas no mês de junho nas regiões de Araripina, Arcoverde, Belo Jardim, Pesqueira, Caruaru, Garanhuns, Limoeiro, Recife, Serra Talhada e Surubim - FOTO: DIVULGAÇÃO/UFPE
Leitura:

Com informações da repórter Dyandhra Monteiro, da TV Jornal

Pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) divulgaram nessa semana uma pesquisa que revela a predominância de 90,5% da variante gama do vírus da covid-19 em todos os 23 municípios analisados de Pernambuco. No total, foram coletadas 63 amostras clínicas no mês de junho nas regiões de Araripina, Arcoverde, Belo Jardim, Pesqueira, Caruaru, Garanhuns, Limoeiro, Recife, Serra Talhada e Surubim.

Também denominada de P.1 e inicialmente identificada em Manaus (AM), ela é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma das principais variantes de preocupação (VOC) em circulação no mundo. O estudo revelou também a presença das linhagens P.1.1 (6,3%) e P.1.2 (3,2%), ambas derivadas da variante Gama, o que, para os especialistas, “evidencia a sua notável capacidade de diferenciação genética ao longo do tempo”.

A variante também foi identificada nas 4 amostras investigadas no Recife, em profissionais de saúde que já tinham sido contemplados com as 2 doses da vacina. Para Valdir Balbino, coordenador da pesquisa, isso reforça a importância de manter as medidas de prevenção no Estado.

O projeto é desenvolvido por 30 pesquisadores – dentre estudantes de graduação e de pós-graduação, além de professores e técnicos – ligados ao Núcleo de Pesquisa em Inovação Terapêutica Suely Galdino (Nupit SG) e ao Laboratório de Bioinformática e Biologia Evolutiva (Labbe) do Departamento de Genética do Centro de Biociências (CB) da UFPE.

O estudo, financiado com recursos do Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT-PE), tem como principal objetivo auxiliar os órgãos de saúde estaduais no mapeamento das variantes de Sars-CoV-2 circulantes em Pernambuco.

Comentários

Últimas notícias