AVIAÇÃO

Malha aérea cresce 20% em novembro no Aeroporto do Recife, com novas rotas para Serra Talhada, Caruaru e Ilhéus

Para que retomada seja segura, terminal pernambucano precisa garantir cumprimento de normas de segurança sanitária

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 04/11/2020 às 19:30
Notícia
MONA LISA DOURADO/JC
Cada vez mais movimentado, Aeroporto do Recife descuida dos protocolos de segurança sanitária nas áreas de embarque - FOTO: MONA LISA DOURADO/JC
Leitura:

A malha aérea do Aeroporto Internacional do Recife continua em novembro em trajetória ascendente para recuperar, em breve, os patamares pré-pandemia. Neste mês, a média diária será de 139 voos, de acordo com projeção realizada pela Unidade de Estudos e Pesquisas da Empetur com base em dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O número é 20% maior do que o verificado em outubro e já inclui as novas rotas para Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, e Caruaru, no Agreste, que estreiam no próximo dia 11.

>> Aeroporto do Recife iniciará reformas em janeiro

Para que a tão desejada retomada do turismo seja consistente, no entanto, é preciso seguir os protocolos de segurança sanitária. Infelizmente, não foi o que a coluna constatou nesta quarta-feira (4) no terminal pernambucano, ao embarcar para um voo com destino a Guarulhos (SP). O que vi foram salas de embarque cheias, com vários pontos de aglomeração, descumprimento da distância mínima exigida entre passageiros e muita gente sem máscara.

O cenário é inadmissível para um aeroporto que pretende ser a porta de entrada para o Nordeste do País, à frente de Salvador e Fortaleza, que devem realizar em novembro 100 e 66 voos, respectivamente.

MONA LISA DOURADO/JC
Embarque na manhã desta quarta-feira (4/11) ocorreu em sala com aglomeração e vários passageiros sem máscara - MONA LISA DOURADO/JC

Ao todo, a quantidade de operações diárias previstas no Recife deverá gerar ao final do mês um total de 4.171 frequências, entre pousos e decolagens. Se não quiser causar má impressão no visitante, que tem no terminal o primeiro e último contatos com o destino, a administração - hoje a cargo da concessionária Aena Brasil - e as companhias aéreas precisa gerir melhor os espaços para garantir o cumprimento das normas e evitar uma possível disseminação da covid-19.

FERIADÃO DE 2 DE NOVEMBRO

Segundo a Secretaria de Turismo do Estado, no último feriadão do 2 de novembro, 40% do público que foi a Porto de Galinhas já era da região Sudeste.

Em todo o mês de novembro, a Anac autorizou operações ligando o Recife a 25 destinos nacionais e dois internacionais. Além de Recife-Serra Talhada e Recife-Caruaru, outra novidade é a rota para Ilhéus. As três serão operadas pela Azul Conecta, braço de aviação regional da Azul Linhas Aéreas.

As demais ligações nacionais são para as cidades de Aracaju, Belém, Brasília, Campina Grande, Confins, Fernando de Noronha, Fortaleza, Ilhéus, João Pessoa, Juazeiro do Norte, Maceió, Manaus, Natal, Petrolina, Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São José dos Pinhais, São Luís, São Paulo (Congonhas, Guarulhos, Campinas), Teresina.

Já os voos internacionais previstos são para Lisboa e Ilha do Sal (Cabo Verde). A Cabo Verde Airlines, no entanto, ainda não confirmou a retomada das frequências.

MONA LISA DOURADO/JC
Embarque na manhã desta quarta-feira (4/11) ocorreu em sala com aglomeração e vários passageiros sem máscara - FOTO:MONA LISA DOURADO/JC

Comentários

Últimas notícias