CINEMA

Após polêmica e três adiamentos, Marighella será lançado no Brasil

Lançamento do primeiro longa com direção de Wagner Moura teve problemas com a Ancine

Estadão Conteúdo Emannuel Bento
Estadão Conteúdo
Emannuel Bento
Publicado em 04/10/2021 às 19:12
GLOBO FILMES / DIVULGAÇÃO
DIFICULDADE Marighella, longa de Wagner Moura com Seu Jorge no elenco, foi adiado três vezes e teve impasses com a Ancine - FOTO: GLOBO FILMES / DIVULGAÇÃO
Leitura:

O filme "Marighella", primeiro longa-metragem dirigido pelo ator Wagner Moura, fará sua estreia no dia 4 de novembro, quando serão completados 52 do assassinato de Carlos Marighella pela ditadura militar brasileira, em 1969. Inicialmente, o filme seria lançado em 20 de novembro de 2019, no Dia da Consciência Negra, mas a estreia acabou cancelada por problemas com trâmites na Ancine. O próprio Wagner Moura, em entrevista ao colunista Leonardo Sakamoto, do Uol, em 2020, chegou a dizer que o projeto foi censurado pela agência. Mais duas datas foram cogitadas - 14 de maio de 2020 e 14 de abril de 2021 -, mas sem êxito.

Agora, o filme fará seu lançamento no Brasil depois de passar por festivais em cidades como Berlim, Seattle, Hong Kong, Sydney, Santiago, Havana, Istambul, Atenas, Estocolmo e Cairo, entre cerca de 30 exibições em países dos cinco continentes. As pré-estreias ocorrerão a partir do dia 1 de novembro em todo o país.

"Marighella" tem no elenco Seu Jorge no papel principal. Também atuam no filme Bruno Gagliasso, Luiz Carlos Vasconcellos, Herson Capri, Humberto Carrão, Adriana Esteves, Bella Camero, Maria Marighella, Ana Paula Bouzas, Carla Ribas e Jorge Paz. O recorte é feito com a narração dos últimos anos do guerrilheiro Carlos Marighella, líder de um dos maiores movimentos de resistência contra a ditadura militar no Brasil, na década de 1960.

A trama foca na história do grupo de jovens guerrilheiros de Marighella, que tenta divulgar sua luta contra a ditadura militar para o povo brasileiro. O principal opositor é Lúcio (Bruno Gagliasso), policial que o rotula de "inimigo público nº 1". A produção é da O2 Filmes e a coprodução da Globo Filmes e Maria da Fé. A distribuição é da Paris Filmes e da Downtown Filmes.

Assista ao trailer:

Comentários

Últimas notícias