VIOLÊNCIA

Solange Almeida se posiciona sobre agressão de DJ Ivis: "Em briga de marido e mulher se mete a colher sim!"

A cantora compartilhou com os fãs que também foi vítima de violência doméstica. "Eu era ameaçada até com revólver na cabeça", declarou

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 12/07/2021 às 10:52
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM SOLANGE ALMEIDA
A cantora Solange Almeida disse não compreender as mulheres que não estavam ao lado de Pamella Holanda. - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM SOLANGE ALMEIDA
Leitura:

A cantora Solange Almeida, 46 anos, se manifestou sobre as denúncias de agressão contra o DJ Ivis, feitas pela companheira Pamella Holanda, no último domingo (11). “O amor não dói, não oprime, não agride, não te deixa para baixo, nem com marcas psicológicas e muito menos físicas [...] em briga de marido e mulher se mete a colher sim!”, declarou a cantora. Solange também compartilhou com os fãs, nesta segunda (12), que também já sofreu violência doméstica.

>> Famosos apoiam Pamella Holanda, que denunciou agressões de DJ Ivis

>> Vídeos mostram DJ Ivis agredindo a ex-mulher, Pamella Holanda

No último domingo (11), dia em que Pamella Holanda denunciou os casos de abuso do até então marido, DJ Ivis, Solange disse não compreender as mulheres que não estavam ao lado de Pamella. “Eu estava aqui vendo as últimas notícias, tudo o que aconteceu nas últimas horas e eu confesso para vocês que eu estou impressionada com o número de mulheres que tentam denegrir e achar culpa na outra mulher”, declarou.

“É impressionante. Onde a gente vai parar? Acho que é por isso que a violência contra a mulher no nosso país só aumenta, porque a mulher é para segurar a mão da outra, não para condenar. Nada justifica a agressão contra a mulher”, falou Solange.

Solange Almeida também relatou na rede social que passou por situações de abuso físico e psicológico de um ex-companheiro. “Quando vi os vídeos da Pamela sendo agredida eu me vi há alguns anos passando pela mesma situação. Eu era ameaçada até com revólver na cabeça; que seria morta caso eu o deixasse. Depois de vários anos consegui, enfim, me libertar”, escreveu.

“Denunciei a agressão e ele nem sequer foi ouvido. E a minha revolta que eu não fui a única que denunciou e não viu nada acontecer com o agressor. Eu estou aqui pra contar a história, infelizmente, milhares delas não tiveram a mesma sorte”, relatou Solange.

A cantora também enfatizou que a denúncia é importante e que o apoio às vítimas é fundamental. “Se você sofre algum tipo de violência, DENUNCIE. Muitas mulheres suportam isso durante anos pq não tem com quem contar (igual a Pamella no vídeo). São ameaçadas de morte, de perder a guarda do filho, enfim… DENUNCIE. Ligue 180. Você nunca estará sozinha” (sic), finalizou.

Comentários

Últimas notícias