Benefício

Bolsonaro diz que prorrogação do auxílio emergencial deve ter valor entre R$ 200 e R$ 600

"Isso não é aposentadoria, é uma ajuda emergencial. Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, é melhor do que nada", disse o presidente na saída do Palácio da Alvorada

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 28/08/2020 às 12:12
Notícia

MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Bolsonaro afirmou que as novas parcelas, que devem ser prorrogadas até dezembro deste ano, ficarão abaixo de R$ 600 - FOTO: MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:
O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a dizer, nesta sexta-feira, 28, que o auxílio emergencial deve ser um benefício provisório. Segundo ele, o valor das parcelas de R$ 600 a informais pode ser "pouco para quem recebe", mas "é melhor do que nada". "Isso não é aposentadoria, é uma ajuda emergencial. Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, é melhor do que nada", disse o presidente na saída do Palácio da Alvorada.
Bolsonaro afirmou que as novas parcelas, que devem ser prorrogadas até dezembro deste ano, ficarão abaixo de R$ 600, mas não especificou qual será a quantia. Ele também reclamou de apoiadores que questionam a possível redução do auxílio e disse que está carregando uma cruz "muito pesada". O presidente vem dizendo que a quantia deve ficar entre os R$ 200 sugeridos pela equipe econômica e os atuais R$ 600.
"Você vê, nós colocamos auxílio emergencial (inicialmente) por três meses, tem cara que reclama que é pouco, agora, custa para todo mundo R$ 50 bilhões por mês. Prorrogamos para mais dois, R$ 250 bilhões (no total). A gente prefere até o final do ano uma importância menor do que R$ 600. Tem cara já reclamando, é o tempo todo assim", reclamou Bolsonaro.
O presidente disse, ainda, que o País está "no limite" e insinuou que não sabe o que vai acontecer "se a economia não pegar". "Lamento esse vírus (covid-19) aí, deu uma baqueada na gente, estávamos indo bem para caramba", declarou.

Ciclo 1 de pagamentos do auxílio

A Caixa Econômica Federal inicia nesta sexta-feira (28) o Ciclo 2 de pagamentos do auxílio emergencial do governo federal. Primeiro, recebem os cadastrados via site ou app e inscritos no CadÚnico nascidos em janeiro. Este grupo terá acesso ao dinheiro na poupança digital da Caixa, e, só a partir de 19 de setembro poderão sacar e realizar transferências. Beneficiários do Bolsa Família com número NIS final 9 também recebem nesta sexta, diretamente nas agências da Caixa em todo o país. 

 

Nesta sexta-feira (28), recebem: 

- Beneficiários do Bolsa Família com NIS final 9 (saque);

- Início do segundo ciclo: Inscritos via site ou app nascidos em janeiro (depósito).

>>Bolsonaro confirma prorrogação de auxílio emergencial até dezembro: ''Só não sei o valor''

>>Vice-líder do governo diz que auxílio emergencial será prorrogado até dezembro; veja novo valor

>>CGU arma que Brasil pode ter perdido até R$ 4 bilhões por fraudes no auxílio emergencial

>>Auxílio emergencial chegou a 30,2 milhões de domicílios em julho, diz IBGE

Beneficiários do Bolsa Família

Os pagamentos para inscritos no auxílio emergencial que já recebem o Bolsa Família seguem o calendário do próprio benefício. A data de pagamento aos beneficiários do Bolsa Família é realizada de acordo com o Número de Identificação Social (NIS), deste modo, o grupo recebe a quinta parcela desde o dia 18 de agosto, diretamente nas agências da Caixa.

Calendário de pagamentos da quinta parcela:

NIS final 1 - 18 de agosto

NIS final 2 - 19 de agosto

NIS final 3 - 20 de agosto

NIS final 4 - 21 de agosto

NIS final 5 - 24 de agosto

NIS final 6 - 25 de agosto

NIS final 7 - 26 de agosto

NIS final 8 - 27 de agosto

NIS final 9 - 28 de agosto

NIS final 0 - 31 de agosto

Ciclos

O pagamento do auxílio emergencial feito pela Caixa Econômica Federal é dividido em quatro ciclos e cada ciclo é dividido em duas etapas, a primeira é quando o beneficiário recebe a quantia na poupança digital, e a segunda é quando o beneficiário pode realizar transferências e saques. Neste formato, o inscrito recebe a sua devida parcela conforme a data em que teve o cadastro aprovado. Sendo assim, sempre que um ciclo é iniciado, cada beneficiário, independente da parcela que esteja esperando, começa a receber (Veja calendários abaixo). 

Caso a prorrogação do benefício seja aprovada, a Caixa deverá adicionar mais ciclos de pagamento ao calendário. 

Novos aprovados

O Ministério da Cidadania publicou na quarta-feira (27) no Diário Oficial da União (DOU) uma portaria com novo calendário de pagamentos do auxílio emergencial, válido para os trabalhadores que realizaram o cadastro nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho, os que fizeram contestação do pedido de auxílio entre os dias 3 de julho e 16 de agosto e que tenha sido considerado elegível e as pessoas que receberam a primeira parcela em meses anteriores, mas tenham tido o pagamento reavaliado em agosto de 2020.

  • Inscritos nas agências dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho começam a receber na poupança digital no ciclo 2 (de 28 de agosto a 30 de setembro), conforme a data de nascimento;
  • Trabalhadores que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a primeira parcela também no ciclo 2 (de 28 de agosto a 30 de setembro), conforme a data de nascimento;
  • Trabalhadores que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores e tiveram o pagamento suspenso em agosto, recebem todas as parcelas restantes no ciclo 2 (de 28 de agosto a 30 de setembro), conforme a data de nascimento.

>>Confira o calendário de crédito e saque da quinta parcela do auxílio emergencial

>>Prorrogação do auxílio emergencial durante estado de calamidade pode virar lei; entenda

>>Auxílio emergencial manteve economia ativa em municípios mais pobres, diz estudo da UFPE

>>'Pode esperar que vamos pegar', diz Lorenzoni sobre quem recebeu auxílio emergencial indevidamente

>>Auxílio emergencial e isolamento social impulsionam vendas do setor de cama, mesa e banho

>>Senado aprova MP que concede auxílio emergencial a artistas

Confira o calendário do Ciclo 1

A primeira etapa do Ciclo 1 é de 22 de julho a 26 de agosto, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Esta etapa foi finalizada na última quarta-feira (26), com o depósito em conta dos beneficiários nascidos em dezembro. 

Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 25 de julho e 17 de setembro, quando há a liberação para saques e transferências. Esta é a etapa atual.

Nascidos em janeiro: depósito em 22/07 e saque em 25/07
Nascidos em fevereiro: depósito em 24/07 e saque em 1/08
Nascidos em março: depósito em 29/07 e saque em 1/08
Nascidos em abril: depósito em 31/07 e saque em 8/08
Nascidos em maio: depósito em 5/08 e saque em 13/08
Nascidos em junho: depósito em 07/08 e saque em 22/08
Nascidos em julho: depósito em 12/08 e saque em 27/08
Nascidos em agosto: depósito em 14/08 e saque em 1/9
Nascidos em setembro: depósito em 17/08 e saque em 05/09
Nascidos em outubro: depósito em 19/08 e saque em 12/09
Nascidos em novembro: depósito em 21/08 e saque em 12/09
Nascidos em dezembro: depósito em 26/08 e saque em 17/09

Pagamentos deste ciclo:

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 1ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem a primeira parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem a segunda parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à parcela em maio de 2020 recebem a terceira parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em abril de 2020 recebem a quarta parcela.

Confira o calendário do Ciclo 2

A primeira etapa do Ciclo 2 é de 28 de agosto a 30 de setembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Esta é a etapa de pagamentos atual. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 19 de setembro e 27 de outubro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 28/08 e saque em 19/09
Nascidos em fevereiro: depósito em 02/09 e saque em 22/09
Nascidos em março: depósito em 04/09 e saque em 29/09
Nascidos em abril: depósito em 09/09 e saque em 01/10
Nascidos em maio: depósito em 11/09 e saque em 03/10
Nascidos em junho: depósito em 16/09 e saque em 06/10
Nascidos em julho: depósito em 18/09 e saque em 08/10
Nascidos em agosto: depósito em 23/09 e saque em 13/10
Nascidos em setembro: depósito em 25/09 e saque em 15/10
Nascidos em outubro: depósito em 28/09 e saque em 20/10
Nascidos em novembro: depósito em 28/09 e saque em 22/10
Nascidos em dezembro: depósito em 30/09 e saque em 27/10

Pagamentos deste ciclo:

-  Trabalhadores que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores e tiveram o pagamento suspenso em agosto, receberão o pagamento de todas as parcelas restantes;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 1ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 2ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 3ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em maio de 2020 recebem crédito e saque da 4ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em abril de 2020 recebem crédito e saque da 5ª parcela.

Confira o calendário do Ciclo 3

A primeira etapa do Ciclo 3 é de 9 de outubro a 13 de novembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 29 de outubro e 19 de novembro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10
Nascidos em fevereiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10
Nascidos em março: depósito em 16/10 e saque em 03/11
Nascidos em abril: depósito em 16/10 e saque em 03/11
Nascidos em maio: depósito em 23/10 e saque em 10/11
Nascidos em junho: depósito em 23/10 e saque em 10/11
Nascidos em julho: depósito em 30/10 e saque em 12/11
Nascidos em agosto: depósito em 30/10 e saque em 12/11
Nascidos em setembro: depósito em 06/11 e saque em 17/11
Nascidos em outubro: depósito em 06/11 e saque em 17/11
Nascidos em novembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11
Nascidos em dezembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11

Pagamentos deste ciclo:

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 2ª e a 3ª parcela;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 2ª e a 3ª parcela

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 3ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 4ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em maio de 2020 recebem crédito e saque da 5ª parcela.

Confira o calendário do Ciclo 4

A primeira etapa do Ciclo 4 é de 16 de novembro a 30 de novembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 26 de novembro e 15 de dezembro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11
Nascidos em fevereiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11
Nascidos em março: depósito em 18/11 e saque em 01/12
Nascidos em abril: depósito em 18/11 e saque em 01/12
Nascidos em maio: depósito em 20/11 e saque em 03/12
Nascidos em junho: depósito em 20/11 e saque em 03/12
Nascidos em julho: depósito em 23/11 e saque em 08/12
Nascidos em agosto: depósito em 23/11 e saque em 08/12
Nascidos em setembro: depósito em 27/11 e saque em 10/12
Nascidos em outubro: depósito em 27/11 e saque em 10/12
Nascidos em novembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12
Nascidos em dezembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12

Pagamentos deste ciclo: 

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 4ª e a 5ª parcela;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 4ª e a 5ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 4ª e da 5ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 5ª parcela.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias