FORMAÇÃO

Ford abre programa de estágio que prioriza negros, gays, mulheres, deficientes físicos e estudantes mais velhos

A exemplo do que fez a Magazine Luíza agora é multinacional Ford que investe na diversidade para formação de sua mão de obra.

JC
JC
Publicado em 15/10/2020 às 15:07
Notícia

Divulgação
São 50 vagas disponíveis para estágio com duração de até dois anos e atuação nas unidades de Camaçari (BA), São Paulo, Taubaté e Tatuí (SP) - FOTO: Divulgação
Leitura:

 Assim como aconteceu com a Bayer e com a Magazine Luíza que abriram um programa de trainee voltado para pessoas negras, agora é Ford Brasil que lançou seu programa de estágio 2020/2021 com foco na inclusão. No caso da fabricante de automóveis está sendo levado em conta também a identidade de gênero e a orientação sexual. Segundo o comunicado da Ford, o programa prioriza a candidaturas de pessoas negras, mulheres, pessoas com deficiência, estudantes com mais de 36 anos e LGBTI+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, intersexuais, etc.), para aumentar a representatividade na empresa, segundo a Ford.

São 50 vagas disponíveis nas unidades de Camaçari, São Paulo, Taubaté e Tatuí (SP), para estágios com duração de até dois anos nas áreas de Finanças, Serviço ao Cliente, Logística, Qualidade, Desenvolvimento do Produto, RH, Compras, Marketing, Vendas e Jurídico. Os interessados têm até o dia 28 de outubro para cadastrar o currículo no site https://fordmaisdiversidade.gupy.io/jobs/498207 e participar do processo seletivo.

SELEÇÃO

“O processo de recrutamento é a principal porta de entrada para a diversidade. É nesse momento que conseguimos atrair pessoas com perfis diferentes do que já temos em predominância na empresa e de fato sermos inclusivos”, destaca Salim Khouri, Head de Talent da Ford América do Sul.

Podem participar estudantes que estejam cursando graduação em economia, ciências contábeis, administração, ciência da computação, design, direito, engenharias (elétrica, mecânica, mecatrônica, automação, produção, de computação/software), marketing, psicologia, publicidade e propaganda e sistemas da informação, com previsão de formatura entre julho de 2022 e dezembro de 2023. É necessário que o curso seja no período noturno, para que o estágio possa ser realizado durante o dia. As etapas do processo seletivo serão totalmente virtuais e incluem a triagem dos currículos cadastrados, dinâmica em grupo e entrevistas com as áreas de negócios.

GRUPOS

A Ford Brasil criou em 2019 a área de Diversidade e Inclusão, com grupos formados por supervisores e funcionários que atuam com foco no desenvolvimento do tema na empresa. Ela é formada por cinco grupos de afinidade: FEDA (Pessoas com Deficiência), GLOBE (LGBTI+), WoF (Gênero), FAAN (Raça) e NextGen (Gerações).

Segundo a empresa, os grupos de afinidade desenvolvem ações de educação e conscientização, revisam processos e políticas da empresa sob o olhar da inclusão e mapeiam o desenvolvimento das populações minorizadas dentro da Ford. Cada grupo possui uma governança independente e é responsável por fomentar debates e ações para tornar o ambiente de trabalho cada vez mais inclusivo, consolidando a estratégia da empresa, informou a Ford em sey comunicado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias