GOVERNO BOLSONARO

Novo ministro de Minas e Energia diz que 1º ato é pedir estudos para privatizar Petrobras e pré-sal

O ministro discursou em poucos minutos, não abriu espaço para perguntas e tampouco detalhou o que de fato pretende fazer em relação ao citado processo de privatização

Lucas Moraes
Cadastrado por
Lucas Moraes
Publicado em 11/05/2022 às 19:33 | Atualizado em 11/05/2022 às 19:49
Reprodução/Facebook
Novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e presidente Jair Bolsonaro - FOTO: Reprodução/Facebook
Leitura:

Em seu primeiro discurso, nesta quarta-feira (11), o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida disse seu primeiro ato será encaminhar ao ministério da Economia estudos com "proposição de alterações legislativas necessárias à desestatização da Petrobras", inclusive a Pré-sal S.A. (PPSA). 

O ministro discursou em poucos minutos, não abriu espaço para perguntas e tampouco detalhou o que de fato pretende fazer em relação ao citado processo de privatização. 

"Meu primeiro ato como ministro será solicitar ao ministro (da Economia) Paulo Guedes que leve ao conselho do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) que leva ao conselho a inclusão da PPSA no PND (programa de desestatização) para avaliar as alternativas para sua desestatização. Ainda como parte do meu primeiro ato, solicito também o início dos estudos tendentes às alterações legislativas necessárias para desestatização da Petrobras", disse o ministro. 

Quem é o novo ministro? 

O ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque foi exonerado "a pedido". A saída do cargo vem após constantes críticas de Bolsonaro à política de preços da Petrobras, estatal ligada ao ministério. Na segunda (9), a Petrobras anunciou um reajuste no preço do diesel.

Para assumir o ministério, Adolfo Sachsida foi exonerado do cargo que ocupava anteriormente no governo, desde 2 de fevereiro: chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos do Ministério da Economia. Antes, foi secretário de Política Econômica da pasta, desde o início do governo.

De acordo com informações disponíveis no site do governo federal, Adolfo Sachsida tem doutorado em Economia pela Universidade de Brasília (UnB), e pós-doutorado pela Universidade do Alabama, nos Estados Unidos. Ele ainda lecionou na Universidade do Texas.

Sachsida é advogado e tem estudos na área de Direito Tributário. É ainda técnico de Planejamento e Pesquisa da Carreira Pública pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Com experiência em macroeconomia, o novo ministro de Minas e Energia é autor de publicações sobre política econômica, monetária e fiscal, avaliação de políticas públicas e tributação.


 

 

Comentários

Últimas notícias