Paralisação pelo coronavírus

Sindicato dos Atletas de PE e Náutico ainda buscam acordo quanto a direitos de imagem

Enquanto os atletas querem o recebimento do valor, a proposta do clube não engloba o pagamento

Klisman Gama
Cadastrado por
Klisman Gama
Publicado em 26/03/2020 às 20:39 | Atualizado em 26/03/2020 às 20:39
Léo Lemos/Divulgação Náutico
Náutico vira a chave e se prepara para a estreia na Copa do Nordeste, que será na próxima quinta-feira, às 19h30, no estádio dos Aflitos, contra o River-PI - FOTO: Léo Lemos/Divulgação Náutico
Leitura:

A negociação para resolver pagamentos dos clubes aos jogadores durante a pausa no futebol, por conta do coronavírus, vem se arrastando ao longo dos dias, mas se mostra próxima de uma solução, pelo menos com os clubes da Série B. No momento, o maior entrave é o pagamento dos direitos de imagem dos atletas, que o Náutico estaria se recusando a pagar na proposta que fez. Por outro lado, pontos como pagamento do mês de março e férias em abril estão em acordo entre as partes.

"Essa proposta ainda não foi aceita porque a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) apresentou uma contraproposta que quase se identifica com a do Náutico. O que está pegando muito é a verba de imagem. A Fenapaf oferece pagamento de março integral com o direito de imagem. As férias de abril seriam dadas aos atletas, mas só receberiam o valor no mês de maio, e no natal eles teriam uma licença remunerada para passar com a família, sendo pagos 10 dias em valor integral. Agora, corre o seguinte, que na proposta do Náutico, que quase coincide com a da Fenapaf, eles pagariam o salário com sacrifício, como ele dizem, integral. Só que não pagariam a verba de imagem. Então é isso que está destoando de tudo. Férias eles concordam, pagamento de março concordam em ser integral, mas a imagem eles disseram que não pagam", afirmou o advogado do Sindicato dos Atletas de Pernambuco (SAP), Arthur Pedro Vieira, em entrevista ao repórter Antonio Gabriel, da Rádio Jornal.

Nesta quinta-feira (26), os clubes e jogadores chegaram a um acordo com relação ao período de férias a partir do dia 1 de abril, no total de 20 dias, podendo ser estendido por mais 10. Perguntado sobre a resolução para os meses seguintes, o representante do SAP disse que será algo a ser resolvido depois, a depender do quanto tempo o futebol ficará parado por conta da pandemia do coronavírus.

"Quanto aos outros meses, é coisa para o futuro para se discutir, porque não sabemos quando o campeonato se reiniciam. Mas o que estamos tentando fechar nesse acordo é exatamente o pagamento integral do mês de março com imagem e as férias. E não está sendo aceito pelos clubes a verba de imagem. Caso eles concordem com isso e os atletas também concordem, o sindicato dos atletas de Pernambuco homologa plenamente. Então estamos só aguardando a definição dos clubes da Série B nessa questão de verba de imagem", completou o advogado.

Comentários

Últimas notícias