PARCERIA

Destaque do Santa Cruz, Paulinho enaltece encaixe em campo com Bileu e rasga elogios a André

Volante valoriza o elenco tricolor e enxerga muito futuro em cabeça de área oriundo da base coral

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 27/05/2020 às 20:45
Notícia
RAFAEL MELO/ SANTA CRUZ
Paulinho vinha se destacando pelo Santa Cruz no início da temporada - FOTO: RAFAEL MELO/ SANTA CRUZ
Leitura:

Uma dupla que se encaixou. A parceria entre Bileu e Paulinho com a camisa do Santa Cruz deu liga. Enquanto que um volante é mais pegador e que assume a função de 'morder' o tornozelo do meia armador adversário, o outro é mais de sair para o jogo, iniciar as jogadas ofensivas e distribuir a bola com os companheiros de time. Ou seja, em campo, um complementa o outro. Para Paulinho ter essa liberdade para criar, ele precisa da segurança que Bileu passa na marcação. E, muitas vezes, Bileu precisa que Paulinho segure a bola ou acelere o jogo para dar tempo de o sistema defensivo possa respirar e se reorganizar defensivamente.

"Bileu é um grande jogador. Eu já tinha jogado contra ele várias vezes. É um cara que é conhecido como 'carrapato', que está sempre no pé do meia ou do volante adversário. Quando joguei contra ele, dificultou muito o meu lado. Hoje, jogando com ele, é bom porque ele me passa essa segurança para que eu possa jogar, chegar mais à frente... E, quando olho pra trás, olho e sei que ele está lá para ajudar e cobrir a minha função enquanto retorno para a parte defensiva do campo", comentou Paulinho, elogiando o parceiro de equipe. "Muito bom jogar ao lado dele. Tenho certeza que vamos dar muitas alegrias ao torcedor do Santa Cruz", complementou.

TROCA DE EXPERIÊNCIA

Curiosamente, os dois cabeças de área têm 31 anos e possuem um vasto currículo antes de chegar ao Tricolor do Arruda, com passagens por outras grandes equipes e também com conquistas acumuladas. Experiências que vinham ajudando não somente ao Santa Cruz dentro de campo, mas também contribuindo no aprendizado e amadurecimento dos jovens atletas que subiram da base; em especial, o garoto André.

"Tem um menino da base, o André, que sempre que entrou foi bem e deu conta do recado. Quando voltar o futebol vai ser uma briga boa entre os volantes. No meio de campo tempos muitos jogadores de qualidade", declarou Paulinho, que fez questão de enfatizar a ajuda que vem dando ao prata da casa. "Sempre converso com os mais novos que estão chegando. É importante quando eles param para nos escutar, pois já passamos pelo que eles estão passando. André é um garoto que tem muita qualidade técnica e uma visão de jogo espetacular. Ele, muitas vezes, não precisa olhar para você dentro de campo (para dar o passe). Muita qualidade. Ele ainda é um garoto novo e precisa de tempo para amadurecer, mas tenho certeza que terá um futuro brilhante", previu o camisa 8 tricolor.

Além da qualidade técnica, Paulinho ressaltou a personalidade que ele enxergou em André dentro de campo. "A bola não queima no pé dele de maneira nenhuma. Se ele manter os pés no chão, fazer o que ele vinha fazendo, o crescimento dele vai vir naturalmente e ele vai voar muito alto ainda. Tenho certeza", elogiou o volante coral.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias