NOVO COMANDANTE

Marcelo Martelotte é o novo técnico do Santa Cruz

Esta será a quarta passagem do técnico no Santa Cruz

JC
JC
Publicado em 08/09/2020 às 13:54
Notícia

Guga Matos/JC Imagem
Treinador substitui o técnico Itamar Schulle. - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Após a surpreendente saída do técnico Itamar Schulle, o Santa Cruz anunciou imediatamente o novo treinador. Trata-se de um velho conhecido: Marcelo Martelotte, que volta para a sua quarta passagem como comandante do Tricolor. Em 2013, na primeira vez que treinou a Cobra Coral, foi campeão pernambucano. Em 2015, no retorno ao time, conquistou o acesso à Série A após o Santa Cruz ficar longe por um bom tempo. Em 2017, veio para tentar tirar o Tricolor da zona de rebaixamento da Série B. No entanto, não conseguiu e saiu com a equipe já rebaixada para a terceira divisão. Agora ele volta para tentar cumprir outra missão: colocar o Tricolor na Série B.

Martelotte deve chegar até esta quarta-feira (9) ao Recife e muito provavelmente já vai comandar o time em campo contra o Remo, pela Série C do Campeonato Brasileiro. O jogo será no Arruda, às 18h, no domingo (13). O Tricolor está em segundo no Grupo A da competição com dez pontos conquistados em cinco jogos.

 

Em entrevista ao Jornal do Commercio, o vice-presidente do Santa Cruz, Tonico Araújo, elogiou a identificação de Martelote com o clube (ele também foi goleiro coral na década de 90). "Um bom profissional e que tem uma boa relação com o clube. Teve sucesso no Santa Cruz. Estava parado por questões de ordem familiar - tratamento da esposa. O Santa Cruz foi atrás dele para substituir o Itamar, que pediu para sair. Deve chegar amanhã (quarta). Temos que arrumar logo para começar a treinar. Pode até chegar hoje (terça), depende de passagem", disse.

Ainda segundo Araújo, as conversas com Martelotte ocorreram nesta terça-feira mesmo e não demoraram muito. O contato só ocorreu hoje porque ainda havia a expectativa de manter Itamar Schulle no comando do Tricolor do Arruda.

TÍTULO, ACESSO E SAÍDA POLÊMICA

Martelotte tem grande identificação com o Santa Cruz. Além de ter sido jogador do clube na década de 90, comandou o time coral em três oportunidades. Em 2013, na primeira passagem, foi campeão pernambucano sobre o Sport em plena Ilha do Retiro, conquistando assim o tricampeonato para o Tricolor. Aquela temporada, contudo, ficou marcada pela saída polêmica dele para o Leão logo em seguida. No mesmo ano, ainda treinou o Náutico, tendo conseguido o feito de treinar os três grandes da capital em uma mesma temporada.

Voltou ao Arruda em 2015, já na Série B do Brasileiro. E outra vez teve sucesso em curto prazo, conseguindo o acesso para a Série A. O time foi vice-campeão da Segundona com grande arrancada na reta final. Foi demitido em 2016, após início oscilante na Copa do Nordeste. Milton Mendes veio para o lugar dele e foi campeão pernambucano e do Nordestão.

A última passagem de Martelotte ocorreu em 2017, outra vez na Série B. O enredo, contudo, foi diferente. Ele voltou para tirar a equipe da zona de rebaixamento, mas não teve sucesso, tendo sido demitido ainda antes do fim do campeonato.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias