COVID-19

Casos de coronavírus passam de 284 mil; China está há 3 dias sem novas infecções

Até o momento, 89,8 mil pessoas se recuperaram da covid-19

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 21/03/2020 às 17:06
Notícia
Foto: AFP
Legado - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O número de pessoas infectadas com o coronavírus no mundo chega agora a 286.816 e o de mortes, 11.904, conforme atualização da Universidade John Hopkins. Mais cedo, o número de infectados girava em torno de 275 mil. Mais de 89,8 mil pessoas se recuperaram. Até o momento, a China está há três dias sem reportar novos casos de transmissão local, apesar dos 41 casos importados. No país, 58.946 se recuperaram da doença e 3.139 morreram, conforme a universidade.

>> Bolsonaro determina quais serviços não podem parar durante pandemia no coronavírus; veja a lista

>> Governadores do Nordeste pedem ajuda à China para combater coronavírus

>> Novos passageiros são retirados de navio retido no Porto do Recife por causa do coronavírus

>> Coronavírus: Bombeiros suspendem buscas por vítimas de barragem de Brumadinho

>> Criança com sintomas de covid-19 morre com síndrome respiratória no Recife

Nos EUA, existem agora 19.624 casos e 260 mortes. O número de casos mais que dobrou desde quarta-feira e se espera continuidade no aumento de casos, à medida que o acesso aos testes aumenta. Na Europa Ocidental, o vírus continua se proliferando. A Espanha tem 25.374 casos e 1.375 mortes; a Alemanha tem 21.652 e 73 mortes; a França tem 12.483 e 450 mortes; e a Itália possui 47.021 e 4.032 mortes (os números da Itália não são atualizados desde sexta-feira). Mais pessoas morreram do covid-19 na Itália agora do que na China. Outras nações com altas taxas de covid-19 são: a Coreia do Sul, que agora tem 8.799 casos e 102 mortes, e o Irã, que tem 20.610 casos e 1.556 mortes.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Veja o mapa que mostra como o novo coronavírus tem se espalhado pelo mundo

OMS declara pandemia de novo coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse na última quarta-feira (11) que a epidemia de Covid-19, que infectou mais de 110.000 pessoas em todo mundo desde o final de dezembro, pode ser considerada uma "pandemia", mas que pode ser "controlada".

"Estamos profundamente preocupados com os níveis alarmantes de propagação e de gravidade, bem como com os níveis alarmantes de inação" no mundo, declarou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em entrevista coletiva em Genebra.

"Consideramos, então, que a Covid-19 pode ser caracterizada como uma pandemia", afirmou.

Comentários

Últimas notícias