CORONAVÍRUS

Em vídeo, dom Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife, incentiva vacinação contra a covid-19

Dom Fernando disse que está pronto para ser vacinado e frisou que é inadmissível que algumas pessoas neguem a eficácia e estimulem a não aceitação da vacina

JC
JC
Publicado em 18/01/2021 às 17:21
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
"É importante que todos, seguindo os critérios adotados, tomem a vacina, visando o seu bem pessoal e o bem da comunidade", destacou o arcebispo - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Com Pernambuco se preparando para iniciar a vacinação contra covid-19, o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, fez um vídeo para incentivar a população a se imunizar. Na gravação, divulgada pela Arquidiocese de Olinda e Recife nesta segunda-feira (18), ele disse que está pronto para ser vacinado e frisou que é inadmissível que algumas pessoas neguem a eficácia e estimulem a não aceitação da vacina.

"É importante que todos, seguindo os critérios adotados, tomem a vacina, visando o seu bem pessoal e o bem da comunidade. É inadmissível que pessoas inescrupulosas neguem a eficácia da vacina, inclusive, estimulando a não aceitação da mesma. Essa atitude representa falta de compromisso com a vida e nega a bondade de Deus que deu inteligência ao homem para promover o bem", disse dom Fernando.

Dom Fernando também lembrou das palavras do papa Francisco, que defendeu que tomar vacina contra covid-19 é ato "ético". "Chegando a minha vez, estarei pronto para receber a vacina e agradecido a Deus e a todos os cientistas que pesquisaram na busca da solução de combate à pandemia. Como lembrou, recentemente, o Papa Francisco: a vacina é questão ética porque você aposta na saúde, na sua vida, mas também na vida dos outros", afirmou.

>> Primeira pessoa vacinada contra covid-19 no Recife será profissional de saúde do Huoc, diz João Campos

>> 270 mil doses da vacina contra a covid-19 chegam em Pernambuco na noite desta segunda-feira (18)

Confira o vídeo:

Vacinação em Pernambuco

Na manhã desta segunda-feira (18), o secretários estaduais de Saúde e Defesa Social de Pernambuco detalharam o início da campanha de vacinação contra a covid-19 no Estado. De acordo com André Longo, secretário de Saúde do Estado, as doses enviadas pelo Ministério da Saúde deverão chegar ao Recife às 19h40 desta segunda-feira (18). Neste primeiro lote, Pernambuco receberá 270 mil doses da Coronavac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac.

O grupo prioritário para receber as primeiras vacinas é composto por cerca de 90 mil profissionais de saúde que atuam na linha de frente ao combate da covid-19. Também serão inclusos profissionais que trabalham em UTI ou com atenção básica. Idosos que vivem em instituições de longa permanência também deverão ser priorizados no início da vacinação, a estimativa do Estado é de que cerca de 2,6 mil idosos se enquadrem no requisito. Fechando o grupo prioritário, Pernambuco também deverá vacinar 6 mil indígenas durante a primeira fase da imunização.

Seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI), em Pernambuco, o grupo prioritário 1 corresponde a 630 mil pessoas. Para garantir as duas doses a todos eles, seriam necessárias 1.260.000 vacinas. Como o Ministério da Saúde está enviando 270 mil doses para Pernambuco neste lote, não será possível atender o primeiro grupo prioritário por completo. A nova recomendação do Ministério é que essas primeiras doses sejam destinadas a profissionais da saúde que atuem na ponta, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência que vivam em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.

De acordo com o secretário de Defesa Social do Estado, Antônio de Pádua, cerca de 5 mil servidores foram destinados para realizar a segurança e a logística do processo de vacinação. Inicialmente cerca de R$ 1 milhão será investido na iniciativa, envolvendo escolta, logística, mapeamento e policiamento nas rotas, além de viaturas e insumos.

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
"É importante que todos, seguindo os critérios adotados, tomem a vacina, visando o seu bem pessoal e o bem da comunidade", destacou o arcebispo - FOTO:ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias