VACINAS

Governo de Pernambuco adquire 4 milhões de doses da vacina Sputnik V

Estado também recebeu, neste sábado, novos lotes de vacinas Coronavac e Astrazeneca/Oxford, que vão permitir o início da imunização de idosos acima de 70 anos de idade

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 20/03/2021 às 12:09
Notícia
Heudes Regis/SEI
Pernambuco recebeu mais 172 mil doses da Coronavac e outras 36 mil da AstraZeneca/Oxford - FOTO: Heudes Regis/SEI
Leitura:

O governador Paulo Câmara anunciou, neste sábado (20), a compra de quatro milhões de doses da vacina Sputnik V, adquirida através de negociação direta do Consórcio Nordeste com o Fundo Soberano da Rússia. Os primeiros lotes do imunizante deverão chegar ao Brasil no mês de abril. Os nove governadores da região assinaram o contrato para a compra 37 milhões de doses da vacina russa, nessa quarta-feira (17). 

Com o custo de US$9,95 por dose, os contratos firmados de forma individual por cada estado, devem totalizar no final cerca de US$ 368 milhões (R$ 2,1 bilhões). Por meio de um termo firmado com o Ministério da Saúde, as doses vão ser disponibilizadas no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a covid-19. Desta forma, as 37 milhões de doses da Sputnik V vão ser distribuídas de forma proporcional e igualitária.

 

Neste sábado, também chegaram ao Estado mais de 172 mil doses da Coronavac e outras 36 mil da AstraZeneca/Oxford. Com isso, o governador anunciou, em pronunciamento, o início da vacinação em idosos acima de 70 anos de idade em todo o Estado.

“O melhor é que poderemos utilizar não só essas vacinas, mas também as 198 mil doses que já foram repassadas aos municípios no meio da semana, todas como primeira dose. Ou seja, são 400 mil doses que serão aplicadas em sua totalidade, sem necessidade de guardar 50% para a segunda aplicação”, detalhou Paulo Câmara, destacando que até o fim do sábado, todas as gerências regionais de saúde já terão recebido as novas doses para repassar às cidades.

>>Decreto autoriza abertura de clínicas, bancos e lotéricas em shoppings durante quarentena rígida em Pernambuco

O governador afirmou que as novas vacinas trazem esperança, diante da crise causada pela pandemia, mas reforçou que não é momento para se abaixar a guarda. “Vamos continuar perseguindo qualquer oportunidade de aquisição direta de imunizantes para acelerar a vacinação dos pernambucanos e pernambucanas. Enquanto não chega a sua vez de vacinar, evite sair de casa. Se for necessário sair, use máscara o tempo todo”, completou Paulo Câmara. 

SAID KHATIB / AFP
IMUNIZANTE De acordo com a Anvisa, lotes testados carregavam um versão ativa do vírus causador de resfriados - FOTO:SAID KHATIB / AFP

Comentários

Últimas notícias