ALERTA

Cidades do Grande Recife registram deslizamentos de barreira nesta quinta (13) de chuvas

Em Paulista, família foi retirada de casa minutos antes de barreira desabar. Em Jaboatão dos Guararapes, parte de barreira caiu no meio da rua

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 13/05/2021 às 13:48
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Deslizamento na Rua Expedicionário Francisco Vitorino Ladeira, na UR-11, em Jaboatão dos Guararapes - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações da repórter Juliana Oliveira, da TV Jornal

atualizada às 17h23

Com o alto acúmulo de chuvas desde a última noite, cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) registraram, nesta quinta-feira (13), mais uma vez, deslizamentos de barreiras; um problema recorrente no período de maior precipitação do ano na região. Até a publicação desta reportagem, houve notificações em Jaboatão dos Guararapes e em Paulista.

Moradores do bairro de Jardim Paulista Alto, em Paulista, registraram uma ocorrência para a Defesa Civil do município. Equipes se dirigiram até o local, e, ao chegar, verificou o "perigo iminente de desabamento e retirou com sucesso as pessoas da área", segundo a prefeitura. Cerca de 10 minutos depois, a barreira desabou. As famílias foram encaminhadas para a Secretaria de Políticas Sociais e estão sendo atendidas pela Secretária Kelly Tavares.

Outro exemplo aconteceu na Rua Expedicionário Francisco Vitorino Ladeira, na UR-11, em Jaboatão dos Guararapes, onde parte da terra de uma barreira despencou na rua. Cerca de duas casas foram atingidas pelos destroços; uma delas está coberta praticamente pela metade. Muitos moradores se juntaram para retirar a terra com enxadas, já que continua deslizamento. Um dos moradores chegou a ficar soterrado, mas foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. 

“A casa lá de cima está para cair. A Codecir já tirou a família daqui, mas a nossa, não. Ela disse que aqui tem efeito dominó; se cair aquela casa, vai cair uma em cima da outra. Eu tenho um irmão de cama, e disseram que tem que esperar. Esperar o que? Cair?”, questionou a diarista Monica Silva, de 48 anos.

Procurada, a Defesa Civil do Recife afirmou que, até a manhã desta quinta (13), recebeu 43 chamados da população para pedidos de vistorias e solicitações de lonas plásticas, mas nenhum de deslizamento de barreiras. O órgão está em prontidão 24h para atendimento pelo telefone 0800.081.3400.

Em Camaragibe, a Secretaria de Defesa Civil registrou 14 deslizamentos de barreira em bairros como Jardim Primavera, Ostracil, Areeiro, Bairro dos Estados e Tabatinga. Além disso, houve dois desabamentos de muro, sendo um no bairro da Ostracil e outro no Vale das Pedreiras, e também um desabamento parcial de casa, na Rua Major Isidoro, no Areeiro, onde três famílias de casas próximas foram orientadas a saírem do local e irem para a casa de parentes.

A reportagem será atualizada na medida em que novas ocorrências chegarem.

Aviso meteorológico

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) emitiu uma intensificação do aviso meteorológico já vigente para esta quinta-feira (13). O informe indica uma previsão de chuvas de intensidade forte, com potencial de ultrapassar os 150 mm, para a Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata Norte e Sul e Fernando de Noronha, podendo se estender para o Agreste.

Segundo a instituição, a precipitação está ligada à atuação de um sistema meteorológico chamado Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), considerado "comum para essa época do ano, porém está caracterizado com bastante umidade e possibilitando chuvas com intensidade moderada a forte, com aumento gradativo de chuvas desde a noite da quarta-feira (12)".

Desde a noite dessa quarta (12), a Região Metropolitana do Recife vem sofrendo com a alta precipitação. Só na capital pernambucana, mais precisamente na localidade do Porto do Recife, foram registrados 99,50 milímetros de chuva nas últimas 24 horas, de acordo com monitoramento pluviométrico da Apac.

%MCEPASTEBIN%

Comentários

Últimas notícias