acidente

Homem morre após cair de BRT enquanto "pegava bigu" em Olinda

Testemunhas afirmaram que ele estaria pegando carona pendurado na porta do veículo, quando perdeu o equilíbrio e caiu na pista

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 10/06/2021 às 7:39
Notícia
REPRODUÇÃO/TV JORNAL
Homem teria aproximadamente 25 anos, segundo moradores da área - FOTO: REPRODUÇÃO/TV JORNAL
Leitura:

Com informações de Mônica Ermírio, da TV Jornal

Um homem morreu após cair de um ônibus na Avenida Pan Nordestina, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), na noite dessa quinta-feira (9). Testemunhas afirmaram que ele estaria pegando uma carona pendurado na porta do veículo (conhecido popularmente como "pegar bigu"), quando perdeu o equilíbrio e caiu na pista, em frente à parada de ônibus do BRT.

Como estava sem documentos, o homem não pôde ser identificado. No entanto, pessoas que moram próximas do local do acidente afirmaram à reportagem da TV Jornal que ele era conhecido na área pelo nome de Ezequiel e teria aproximadamente 25 anos.

O homem morreu ainda no local, antes de ser socorrido. Testemunhas contaram ainda que o veículo, que seria um BRT, seguiu viagem sem que o motorista parasse para prestar socorro à vítima.

Uma perícia realizada no local e no corpo do homem apontou que ele teria sofrido um trauma grave na cabeça ao cair do coletivo. Por meio de nota, a Polícia Civil de Pernambuco, que esteve no local do acidente, afirmou que a identidade do homem ainda é desconhecida até o momento e que o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife.

Por meio de nota, o Grande Recife Consórcio afirmou que, até o momento, não registrou nenhuma ocorrência e que já acionou a empresa Conorte, que opera a linha BRT, para buscar mais detalhes sobre o caso. O Consórcio também alertou sobre o perigo de "pegar bigu" nos coletivos.

"Acrescentamos que, muitas vezes, as pessoas tentam pegar carona nos chamados pontos cegos coletivo. Por isso, o motorista não percebe a presença do indivíduo pegando “bigu” nos ônibus", concluiu o texto. 

 

 


Comentários

Últimas notícias