FLEXIBILIZAÇÃO

Shows e música ao vivo estão liberados em Pernambuco?

Shows estão proibidos desde dezembro do ano passado, enquanto a música ao vivo ou mecânica em bares e restaurantes foi vedada em janeiro

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 02/07/2021 às 11:00
Notícia
Foto: Pixabay
Uma nova flexibilização foi anunciada nesta sexta-feira (02) - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

Com alguns indicadores da pandemia em Pernambuco em queda e o encerramento das medidas restritivas atualmente em vigor no próximo no domingo (4), a expectativa era que nesta sexta-feira (02), durante a coletiva de imprensa realizada pelo Governo de Pernambuco para atualizar a situação da covid-19 no Estado, uma nova flexibilização fosse anunciada, principalmente em relação aos eventos culturais e sociais, como shows e casamentos. A liberação de música mecânica ou ao vivo em bares e restaurantes também era aguardada. 

De fato, novas regras de convivência com a covid-19 foram anunciadas, e passam a valer a partir da próxima segunda-feira (5), mas não englobam shows e música ao vivo.

Leia mais: 

Pernambuco anuncia liberação de mais eventos; confira quais e as regras

Desde 8 de dezembro de 2020, shows, festas e similares, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes públicos ou privados, independente do número de participantes, está proibido pelo decreto nº 49.891, publicado pelo Governo do Estado. Na época, uma cartilha de orientações foi divulgada, com respostas de perguntas frequentes. Já a música ao vivo ou mecânica, que estava liberada naquele período, foi vedada em 15 de janeiro deste ano.

Leia mais: 

Governo adia coletiva de imprensa sobre a situação da covid-19 em Pernambuco para sexta-feira (2)

Sertão de Pernambuco avança no Plano de Convivência; veja o que pode e o que não pode nas regiões

Ocupação de leitos de UTI de covid-19 da rede pública cai para 69% em Pernambuco

De acordo com o que foi anunciado pelo Governo de Pernambuco nesta sexta, ocorre flexibilização nos segmentos de eventos sociais/buffet; eventos corporativos; colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico; cinema, teatro e circo; museus e demais equipamentos culturais e clubes sociais.

Agora, na macrorregião 1 - que engloba o Grande Recife, a Zona da Mata Norte e Sul e parte do Agreste -, vão poder ser realizados das 8h às 23h, durante a semana, e das 8h às 22h, nos finais de semana, os eventos sociais/buffet como aniversários, batizados, casamentos, festas infantis e formaturas.

Já nas macrorregiões 2, 3 (Sertão do Moxotó e Pajeú) e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número máximo de participantes permitido nos eventos, em todas as macrorregiões, será de 50 pessoas, ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo continua proibido.

O que muda no Plano de Convivência com a Covid-19 em Pernambuco a partir do próximo dia 05/07

Eventos sociais/buffet:

Na macrorregião 1, que engloba o Grande Recife, as zonas da Mata Norte e Sul e parte do Agreste, vão funcionar das 8h às 23h, durante a semana, e das 8h às 22h, nos finais de semana.

Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número máximo de participantes permitido nos eventos, em todas as macrorregiões, será de 50 pessoas, ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo continua proibido.

Ex: Aniversários, batizados, bodas, casamentos, festas infantis, formaturas e noivados.

Eventos corporativos:

Na macrorregião 1, vão funcionar das 8h às 22h, tanto durante a semana quanto aos sábados e domingos. Antes, podiam funcionar até às 21h nos finais de semana.

Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, passa de 50 para 100, ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo continua proibido.

Ex: Assembleias, capacitações, cursos, conferências, congressos, convenções, encontros, entrevistas, fóruns, painéis, palestras, reuniões, simpósios, seminários, solenidades, treinamentos, webinar e workshops.

Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico:

Na macrorregião 1, vão funcionar das 8h às 23h, na semana, e das 8h às 22h, nos finais de semana. Antes, podiam funcionar até às 22h, na semana, e às 21h, aos sábados e domingos.

Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, passa de 50 para 100 ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo, alimentos e bebidas continuam proibidos.

Cinema, teatro e circo:

Na macrorregião 1, vão funcionar das 9h às 23h, na semana, e das 9h às 22h, nos finais de semana. Antes, podiam funcionar das 10h às 22h, na semana, e das 10h às 21h, aos sábados e domingos.

Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 9h às 22h, na semana, e das 9h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, passa de 100 para 200 ou 50% da capacidade do local, o que for menor.

Museus e demais equipamentos culturais:

Na macrorregião 1, vão funcionar das 9h às 22h, na semana e nos finais de semana. Antes, podiam funcionar das 10h às 22h, na semana, e das 10h às 21h, aos sábados e domingos.

Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 9h às 22h, na semana, e das 9h às 21h, no final de semana. Continua permitido um visitante a cada 20 metros quadrados nas áreas expositivas internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas expositivas externas.

Clubes sociais:

Na macrorregião 1, vão funcionar das 5h às 23h, na semana, e das 5h às 22h, nos finais de semana. Antes, podiam funcionar das 5h às 22h, na semana, e das 5h às 21h, aos sábados e domingos.

Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 5h às 22h, na semana, e das 5h às 21h, no final de semana. Continua vedado o funcionamento de saunas e música ao vivo.

Atuais restrições

Os municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR), Agreste, Sertão do Araripe e Sertão do São Francisco, estão encerrando a sua segunda e última semana com as atuais medidas restritivas, que se encerram no próximo domingo (4).

Lá, o horário permitido estabelecimentos como shoppings, bares e restaurantes funcionam é de até às 22h nos dias de semana e até às 21h nos sábados, domingos e feriados.

Já no caso dos 35 municípios do Sertão do Pajeú e do Moxotó, a atual fase de flexibilização entrou em vigor na segunda-feira (28), por conta da melhoria dos índices da pandemia na região. Nessas cidades, os estabelecimentos podem funcionar até as 20h todos os dias. O decreto (nº 50.876) é válido, também, até domingo (04).

Covid-19

Nesta quinta-feira (1º), a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou 1.997 novos casos de covid-19 e 35 novos óbitos. O estado agora totaliza 552.289 casos confirmados da doença e 17.720 desde o início da pandemia.

A média móvel de mortes registrou a mais longa tendência de queda desde outubro de 2020. A queda ocorre há 11 dias. A taxa está em 37, número 41% menor do que o registrado há 14 dias atrás.
Atualmente, a taxa de ocupação dos leitos de UTI na rede pública é de 71%. O índice é o menor registrado desde novembro de 2020.

Dos leitos de enfermaria, a ocupação está em 61%. Já na rede privada, 70% dos leitos de UTI e 50% dos leitos de enfermaria estão ocupados.

 

As cidades da macrorregião I

Gerência Regional de Saúde (Geres) I

Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã de Alegria, Chã Grande, Fernando de Noronha, Glória do Goitá, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata, Vitória de Santo Antão.

Geres II

Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa do Carro, Lagoa do Itaenga, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência.

Geres III

Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortes, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapa, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu.

Geres IX

Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Goiana, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer, Timbaúba.

As cidades da macrorregião II

Geres IV

Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Félix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caitano, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

Geres V

Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeira, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirinha, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

As cidades da macrorregião III

Geres VI

Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.

Geres X

Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixabá, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetema.

Geres XI

Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo.

As cidades da macrorregião IV

Geres IX

Araripina, Bodocó, Exú, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

Geres VII

Belém de São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejantes.

Geres VIII

Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista. 

 

Comentários

Últimas notícias