CLIMA

Temperaturas em Pernambuco devem cair ainda mais nos próximos 15 dias

Em entrevista à Rádio Jornal, o professor da Universidade do Vale do São Francisco e Doutor em meteorologia, Mário de Miranda, falou sobre as baixas temperaturas registradas no Estado

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 28/07/2021 às 12:13
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Bacia do Pina, Zona Sul do Recife - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 21h58 de 29 de julho. Com informações da Rádio Jornal

Acostumado com as altas temperaturas que predominam no Estado, o pernambucano tem sentido a diferença de clima nos últimos dias. Em entrevista ao Passando a Limpo, da Rádio Jornal, nesta quarta-feira (28), o professor da Universidade do Vale do São Francisco e Doutor em meteorologia, Mário de Miranda revelou que até o dia 15 de agosto os termômetros devem registrar temperaturas ainda menores. 

"A gente espera que até o dia 15 de agosto essas temperaturas caiam ainda mais. Em 2016, a temperatura mínima em Pernambuco em 1º de agosto foi de 13,9ºC, o que é muito baixo pra região. Talvez cheguemos perto disso esse ano", contou. 

Ainda segundo ele, a média diária do Oeste de Pernambuco chegou aos 21,9ºC no dia 24 deste mês, número bem abaixo dos 26ºC registrados geralmente. "Nós temos tido esse ano uma situação um pouco diferente, que é durante o dia estar nublado e a gente sentir frio. Na região Oeste de Pernambuco, nós já tivemos temperatura de 16,2ºC. É uma situação muito atípica pra essa nossa região, que enfrenta temperaturas mais elevadas", revelou.

Cortesia
Taquaritinga do Norte, no Agreste, registrou 14ºC nesta madrugada - Cortesia

Questionado sobre as mudanças climáticas que o planeta vem sofrendo, bem como as tempestades e incêndios catastróficos registrados em diversos países do globo, Miranda explicou sobre a não linearidade da radiação solar em todos os pontos da terra, e o quanto isso está ligado aos transtornos naturais. 

"O sol não é bem comportado como a gente imagina, tem dia que ele manda mais radiação e dia que ele manda menos radiação. A principal fonte de energia é a emissão de radiação solar, essa radiação pode chegar em um ponto da superfície da terra e não chegar em outro", iniciou. 

Por conta disso, enquanto em alguns lugares há muito calor, em outros há muito frio. "Nos Estados Unidos, por exemplo, está havendo incêndio com dificuldade de ser apagado, isso aquece a atmosfera e os ventos levam esse calor para vários espaços. É o que vem acontecendo no Canadá, nos Estados Unidos, na Alemanha, na China, na Finlândia e em outros países. Enquanto no próprio Hemisfério Norte uma parte está muito quente, em outra tá havendo muita chuva e a gente sabe que quando há um aquecimento, principalmente das águas superficiais dos nossos oceanos há uma grande formação de nuvens devido a evaporação e consequentemente, havendo essa fábrica de nuvens nós vamos ter muitas chuvas", completou. 

Thomas Ravelly
Garanhuns chegou aos 17ºC nesta madrugada - Thomas Ravelly

Baixa temperatura no Recife

De acordo com a meteorologista Maria Aparecida Fernandes, da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), há diversos fatores que influenciam na diminuição da temperatura. "Primeiro por causa da nebulosidade, bastante nuvem. Quando está completamente nublado se tem uma menor quantidade de radiação solar. Isso já diminui mais a temperatura. As chuvas mais fininhas já esfriam também, e os ventos que fazem com que a sensação térmica fique mais fria", explicou. 

Segundo a meteorologista, nos últimos dias, as temperaturas médias não vêm ultrapassando os 30°C no Recife. "Não está frio, mas o clima está mais agradável. Tem vários fatores [que explicam]. Nós estamos nos aproximando do inverno, o início do inverno é quando o sol atinge sua posição mais ao norte. Porque existe o movimento aparente do sol. No inverno, o Sol está posicionado na linha acima do Equador. Então, já existe uma diminuição da radiação solar", continuou. 

O período chuvoso na Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata e parte do Agreste pernambucano tem início em abril e segue até o mês de julho, quando as regiões passam pelo sistema meteorológico chamado Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL).

Previsão do tempo para sexta-feira (30)

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), na Região Metropolitana do Recife, Mata Norte e Sul a previsão é de tempo parcialmente nublado sem chuva ao longo do dia. Com máxima de 30º e mínima de 20º  a 17º graus Celsius. 

Já no Agreste do Estado a mínima é ainda menor, chegando a 15ºC. No Sertão de Pernambuco e de São Francisco, a previsão é a mesma, de tempo parcialmente nublado, mas sem chuva. No entanto, a sensação térmica também muda. A temperatura máxima chega a 35° e a mínima a 17° C. 

Na Ilha de Fernando de Noronha, o clima é parcialmente nublado, com temperaturas mais quentes. 
Temperatura máxima de 27° e mínima de 25° C. 

 

Comentários

Últimas notícias