"REVERSO"

Suspeitos de corrupção e tráfico de armas são alvo de operação da Polícia Civil em Pernambuco

Durante a operação, são cumpridos 18 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão domiciliar

Marcelo Aprígio
Cadastrado por
Marcelo Aprígio
Publicado em 12/08/2021 às 7:26 | Atualizado em 12/08/2021 às 22:02
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
REVERSO | Integrantes da Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) também participam da ação - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Matéria atualizada às 21h59

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (12) a 54ª Operação de Repressão Qualificada de 2021. Batizada de "Reverso", a ação, ligada à Diretoria Integrada Especializada (Diresp), conta com a atuação de 170 policiais, entre delegados, agentes e escrivães, além de policiais civis do Pará e policiais militares do 19º Batalhão. Integrantes da Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) também participam da ação.

Em coletiva, a corporação divulgou que dois policiais foram presos preventivamente, outros dois detidos temporariamente e um policial militar preso em flagrante. Eles são investigados pelos crimes de peculato, corrupção e comércio ilegal de arma de fogo. 

As investigações que deram início à "Reverso" começaram em janeiro de 2021 buscando desarticular uma organização criminosa responsável por crimes de peculato, corrupção e comércio ilegal de arma de fogo.

Durante a operação, 18 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 18ª Vara Criminal da Capital, estão sendo cumpridos. Além disso, os policiais realizam o bloqueio de ativos
financeiros também autorizado pela Justiça.

Detalhes

A polícia não revelou detalhes como nomes dos suspeitos e área de atuação do grupo criminoso. Em nota enviada à imprensa, a corporação se limitou a dizer que “os detalhes da referida operação serão divulgados pela Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, em momento oportuno”.

Comentários

Últimas notícias